Comportamento

Proprietária se recusa a pagar reforma e empreiteiro destrói banheiro com marreta

A dona do imóvel pede ao empreiteiro que se contenha, e ele lhe pergunta se ela vai pagá-lo, já que todo o material que está ali é seu.



Uma casa em obras é, ao mesmo tempo, um caos e um momento de transição. Sabemos como pode ser irritante lidar com a bagunça e a sujeira que uma reforma costuma causar, mas também sabemos que tudo isso serve para que o imóvel fique ainda mais bonito em um futuro muito próximo.

Uma mulher de Colorado Springs, nos Estados Unidos, filmou o momento em que os empreiteiros que contratou para reformar seu banheiro voltaram à sua casa, depois que já estava tudo concluído, para destruir o projeto que tinham levantado. Segundo o jornal KRDO, Amber Trucke pagou menos da metade do que tinha sido combinado, disse que não estava satisfeita com o resultado e que não pagaria o restante.

Ela contratou empreiteiros da “Dream Home Remodels of Colorado” pelo valor de R$ 44.500 pela obra, mas pagou apenas R$ 19.600, porque não estava satisfeita com o trabalho.


Antes de entregar o restante, ela ainda teria dito que queria inspecionar o cômodo, e Terry James Gregory, junto com seu sócio Jordan Cazares, voltaram ao local da obra e destruíram tudo o que tinham feito.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Amber Trucke.

No vídeo compartilhado no YouTube, Gregory diz que colocou semanas de sua vida naquela obra e gastou milhares de dólares com o material, enquanto usava uma marreta para destruir os ladrilhos do banheiro. A proprietária, que mora com sua colega de quarto e o cachorro, disse que deixou que eles entrassem porque imaginou que estavam apenas indo buscar as ferramentas que tinham deixado.

Mas os viu carregando um pé de cabra e marreta, e foram fazer muito mais do que apenas buscar seus equipamentos. Nas filmagens, é possível ouvir uma mulher pedindo que Gregory se contenha e pare com a destruição, e ele pergunta se vão pagá-lo, mas não obtém resposta.


Amber diz que assistir ao vídeo faz com que fique doente de tristeza e com medo, já que o que eles fizeram foi muito além de apenas destruir o banheiro, acabando também com seu senso de segurança. Além da reforma no banheiro, eles consertaram dois ventiladores de teto e arrumaram a porta dos fundos.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Amber Trucke.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Amber Trucke.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Amber Trucke.


Depois do trabalho dos empreiteiros, Amber conta que não ficou nem um pouco impressionada com o resultado final, tampouco achava que tinham feito um trabalho bom com o chuveiro ou a porta. Ela conta que queria ter certeza de que o encanamento funcionava antes de pagar a quantia final, e como sabia que eles voltariam para limpar tudo e pegar seus equipamentos que ficaram na casa, ela achou que ficaria mais impressionada.

A “Dream Home Remodels of Colorado” emitiu uma nota dizendo que essa não é uma prática comum da empresa e que os empreiteiros passaram semanas trabalhando para a cliente, mas que quando pediram o restante do pagamento, ela interrompeu a comunicação.

Segundo a nota, Amber também não estava interessada em pagar pela penteadeira, espelho, pela luminária, dois ventiladores de teto, trabalho de encanamento, conserto de molduras podres nas paredes e substituição de porta. Amber diz que pagou pelos itens a mais que os funcionários consertaram e que planeja levar a empresa a um juizado de pequenas causas.


Ao deixar filho na escola, mãe ouve outros pais dizendo que ela fede: “Trabalho 12h por dia”

Artigo Anterior

Marido que levou amante à sua casa deve pagar R$ 20 mil por danos morais à esposa

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.