Comportamento

Proprietário pagará mais de R$ 16 mil por trocar fechadura e jogar coisas de inquilino devedor na rua

A atitude do proprietário lhe trouxe consequências financeiras. Entenda o caso!



Diversas famílias do mundo inteiro vivem de aluguel, porque não possuem condições financeiras para comprar um imóvel próprio, e grande parte dessas famílias é composta por pessoas trabalhadoras, que precisam se esforçar muito para conseguir cumprir o compromisso financeiro todos os meses na data certa.

Infelizmente, em alguns momentos, imprevistos e gastos inesperados acontecem e acabam fazendo com que elas atrasem o pagamento. Nesse sentido, existem muitos proprietários compreensivos, que não se importam em esperar e até mesmo ajudar os inquilinos a passar por seus momentos difíceis, mas outros não economizam na hora de mostrar sua insatisfação com os atrasos.

Um homem de Basford Place, Sheffield, no Reino Unido, teve uma atitude muito controversa com uma família que alugava um imóvel de sua propriedade. Uma matéria do Daily Mail informou que o proprietário trocou as fechaduras do imóvel e jogou todos os pertences da família inquilina na rua porque ela estava com os aluguéis atrasados, forçando um despejo ilegal.


Quando Antanas Danilevicius voltou para casa, em fevereiro do ano passado, após um dia de trabalho, viu que todos os seus pertences, até mesmo os brinquedos de seu filho de 5 anos, estavam espalhados pela calçada.

Até mesmo um aspirador de pó, relógio e moedas colecionáveis estavam do lado de fora do imóvel, à disposição de qualquer um que passasse na rua. A atitude foi chocante e acabou fazendo com que a Câmara Municipal de Sheffield processasse o proprietário de 40 anos, acusado de privação ilegal de ocupação.

O homem foi multado em cerca de R$ 3.050 e condenado a pagar aproximadamente R$ 4.700 em compensação ao inquilino. Além disso, deverá pagar cerca de R$ 8.700 de custas judiciais.

A diretora de Serviços de Habitação e Bairro do Sheffield City Council, disse que o assédio ou despejo ilegal de inquilinos privados não serão tolerados, afirmando que o local tem uma das abordagens mais sérias contra aqueles que intimidam e exploram inquilinos vulneráveis. A mulher acrescentou que todos merecem viver em habitações seguras e de boa qualidade.


O que gerou reprovação por parte da população foi o fato de que o inquilino certamente estava devendo o aluguel porque não tinha condições de pagá-lo. Os internautas também consideraram que o gesto do proprietário não foi o mais educado ou respeitoso, além de pouco empático.

Glória Maria sobre filhas adotivas, que conheceu em abrigo: “Tive certeza que eram minhas filhas”

Artigo Anterior

É possível ser feliz sozinho? Joelma, solteira aos 47 anos, diz: “Estou feliz, plena e completa”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.