Espiritualidade

Prova do poder da gratidão

Hoje eu acordei mega empolgada para escrever mas resolvi aproveitar que não estava chovendo para curtir o dia e curti tanto que só consegui sentar para escrever agora. É impressionante como a gratidão muda o seu ânimo para a vida. Cada dia parece um novo e excitante dia e é divertido observar a minha reação, a reação das pessoas e os acontecimentos ao meu redor e fazer o link com a gratidão.



Desde que comecei a aplicar, eu não pego mais fila em supermercado, shopping, não revezo equipamentos na academia, não espero para encontrar vaga, vou sempre sentada no metrô no horário de rush, pessoas próximas começam a me dar boas dicas de coisas que estou procurando antes mesmo de eu falar, outro dia eu descobri “do nada” um restaurante indiano e vegan no centro tããão maravilhoso que eu quase chorei e o melhor de tudo foi surgir uma viagem para POA a trabalho (a última vez que fui pra lá tem 1 ano) que me permitiu emendar mais 2 dias para ficar com o meu gaucho (isso não tem preço).

Uma das manias boas que a gente desenvolve é policiar e analisar as nossas atitudes e pensamentos e perceber o comportamento das outras pessoas ao nosso redor. Hoje eu tive uma ótima prova da diferença que pode fazer a gratidão. Fui almoçar no novo Gula Gula do Shopping Tijuca que inaugurou há 4 dias. Chegando lá, tinham algumas mesas vazias mas o rapaz da recepção me passou um tempo de espera previsto de 20 minutos. Eu pensei: “hummm, eles devem estar controlando o número de mesas para garantir a qualidade do atendimento”. Olhei para o lado e tinha um lugar vazio no sofá e aproveitei para me sentar e ler um livro enquanto aguardava. Agradeci por ter um sofá e por ter um GulaGula no shopping ( eu adoro este restaurante) e por eles estarem preocupados com a qualidade do atendimento.

Enquanto ao meu lado as pessoas reclamavam, eu me concentrei no livro. Me chamaram em 10 minutos, me colocaram em uma mesa no sofazinho que eu adoro. Pedi meu prato que chegou mais rápido do que de costume ( 5 minutos), tinha suco de tangerina ( que nem sempre tem) e minha torta de limão preferida. Fui super bem atendida e no meio da minha salada um garçom perguntou se eu queria um pouco mais de batata palha. Hahah!


Enquanto isso, um casal com a filha reclamavam ao meu lado de tudo que vocês podem imaginar e implicavam com o garçom em um tom não muito educado. Resultado: O prato deles demorou e veio errado, a bebida demorou e veio sem limão e a conta veio errada. Tudo para reforçar o que eles não pararam de falar, que o atendimento era péssimo e que era um absurdo o GulaGula abrir ali no Shopping tijuca sem nenhuma estrutura. Vocês podem achar que eles deram azar ou que eu sou muito Pollyanna mas a atitude deles atraiu essa experiência ruim enquanto a minha atitude atraiu a minha experiência boa.

Agora está na hora de dividir os exercícios para vocês fazerem o mesmo e descobrirem a mágica da gratidão no seu dia-a-dia.

Texto escrito por Aline Werner

 


Lei da atração – poder do pensamento

Artigo Anterior

Exercício 1: conte as suas bençãos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.