9min. de leitura

Quais sinais indicam que preciso fazer terapia? Confira aqui!

Fazer terapia pode ajudar no desenvolvimento de diversos pontos da vida, tanto pessoal quanto profissional. Às vezes, é difícil reconhecer que é preciso procurar ajuda, mesmo que os sinais já estejam presentes em nossa rotina. Mas lembre-se de que o apoio de um psicólogo pode ser essencial para curarmos nosso lado emocional e alcançarmos a evolução.


Neste post, falaremos sobre alguns dos mitos que giram em torno do processo terapêutico e, em seguida, apresentaremos quais situações indicam que agora é a hora certa de iniciar o tratamento.

Esperamos que este conteúdo ajude você a dar o primeiro passo para mudar a sua história! Vamos lá?

Quais são os principais mitos relacionados à terapia?

A terapia envolve muitos mitos que, infelizmente, afastam as pessoas do processo. Quando isso acontece, a chance de alcançarmos uma excelente qualidade de vida fica mais distante.


Mas chegou o momento de romper com alguns equívocos sobre o assunto. Descubra, na sequência, as informações que não são verdadeiras!

Apenas pessoas com problemas devem fazer terapia

Qualquer pessoa pode, e deve, fazer terapia. Obviamente, quem tem um problema específico direcionará o trabalho para essa questão, buscando resultados na área.

No entanto, todos temos pontos que podem ser desenvolvidos para deixar a vida ainda melhor. Sem uma demanda definida, a terapia jogará luz em diversas questões — família, amigos, trabalho, relacionamentos amorosos —, permitindo que você faça reflexões e consiga evoluir.


Viver com bem-estar, sem culpa, sem ressentimentos e sem o peso do julgamento alheio é algo que, com certeza, você merece!


O psicólogo dá soluções aos dilemas apresentados

De maneira nenhuma o psicólogo pode apresentar soluções para os problemas que você leva à terapia. O que o profissional faz é usar a teoria psicológica e diversas técnicas para lhe auxiliar nas decisões. É você, exclusivamente, que deve refletir e tomar as rédeas da situação.

As opiniões sobre a sua vida, como largar o emprego ou abandonar a pessoa com quem você tem um relacionamento problemático, ficam fora do consultório. Lá, o terapeuta segue um código de ética profissional que o impede de criar soluções para as demandas que ouve.

Portanto, o trabalho consiste em lhe ajudar a buscar a melhor saída para os seus dilemas. Afinal, ninguém, além de você, sabe o que é melhor para a sua vida.


Psicólogos receitam medicamentos

O psicólogo não está habilitado para receitar medicamentos de nenhum tipo. Somente os médicos podem fazer isso, certo?

Entretanto, muitos terapeutas têm um vasto conhecimento sobre medicamentos e seus efeitos, mas isso só é usado como suporte para o tratamento. Por isso, nunca espere receber receitas farmacêuticas durante as sessões.


O terapeuta fica calado o tempo todo

O principal recurso do processo terapêutico é a escuta, ou seja, o paciente é que deve levar as demandas para que o trabalho seja realizado. Enquanto fala sobre suas questões, é comum que ele mesmo vá descobrindo detalhes e aspectos que ainda não eram conhecidos. Às vezes, até o silêncio é importante para isso.

Contudo, vale lembrar que a terapia é um processo colaborativo. Então, o psicólogo estimulará diálogos, discussões, insights, questionamentos e propostas de intervenção para que você compreenda a sua situação e consiga fazer algo para melhorá-la. Ele será o condutor da transformação.


Quais sinais revelam a necessidade de fazer terapia?

Na sequência, separamos os principais sinais que indicam que é o momento de você começar a fazer terapia. Acompanhe!

Necessidade de autoconhecimento

A sua autoestima está baixa? Você se sente perdido em relação à escolha de quais caminhos deve seguir? Tem cometido falhas continuamente? Caso tenha respondido afirmativamente para essas questões, está na hora de buscar o autoconhecimento para colocar a vida nos eixos.

Nesse aspecto, uma das principais vantagens da terapia é dar ao paciente a capacidade de se conhecer melhor, o que inclui a identificação de objetivos e valores pessoais. Ao longo do processo, você será capaz de lidar com os próprios conflitos, dominando e administrando seus sentimentos.

Revisitar a sua história e a raiz de seus problemas lhe fará muito bem — já que esse é o primeiro passo rumo à mudança. Com o entendimento dos pontos fortes e dos aspectos que precisam ser melhorados, você adotará ações que lhe farão feliz e garantirão um futuro melhor.

Desejo de melhorar os relacionamentos

Viver de forma plena e satisfatória envolve o cultivo de bons relacionamentos. Então, aproveite esse momento e reflita: como estão as suas interações diárias com os colegas de trabalho, com os amigos e com a família? Há conflitos constantes? Você sente que o contato pode ser melhorado?

Ao fazer terapia, você desenvolverá habilidades sociais que impactarão positivamente os seus relacionamentos interpessoais. Lembre-se de que a dificuldade de aceitar os outros como eles são é um problema que todos enfrentamos. O importante é não deixar isso se agravar até o ponto do isolamento.

Nas sessões, você será convidado a refletir sobre a fonte do problema que lhe causa desconforto. Dessa forma, a situação assumirá outra perspectiva e poderá ser solucionada.


Falta de motivação

A motivação pode ser compreendida como um impulso interno que nos leva a conquistar metas pessoais e profissionais. Sem ela, os dias ficam cinza e a vida perde o brilho. Em alguns casos, esse sintoma pode indicar depressão.

Por se sentirem inibidas a agir, as pessoas que sofrem com a falta de motivação enfrentam diversos problemas, que são constantes em suas rotinas, e precisam de ajuda profissional para reverter o quadro.

Durante o processo, o paciente avalia a sua vida e traça reflexões sobre a origem do problema e identifica as atitudes mais adequadas para resolvê-lo. Se esse for o seu caso, agende uma sessão para o mais rápido possível e volte a sonhar!


Impossibilidade de superar uma situação sozinho

Traumas, fim de um relacionamento, perda de emprego… São diversas as situações que viram a nossa vida de cabeça para baixo. Algumas vezes, temos a sensação de que a dor nunca passará. Mas esse pensamento está mais do que equivocado!

Nesse sentido, fazer terapia pode ajudá-lo a seguir em frente. Ao detalhar o problema para uma pessoa neutra (psicólogo), que não fará julgamentos, um efeito positivo, como a agradável sensação de bem-estar, poderá ser experimentado.

A cada encontro, ao ouvir as próprias palavras, você será capaz de entender que uma porta se fechou no seu caminho, mas agora será possível enxergar as milhares de outras portas que estavam escondidas e que podem ser abertas!


Medos, fobias e inseguranças

Sabe aquela sensação que nos freia na hora de realizar algo grandioso? Mesmo que a causa seja, aparentemente, inexplicável, é possível investigá-la e modificá-la por meio da terapia.

O ser humano é um quebra-cabeça complexo, mas não indecifrável. Desse modo, os psicólogos são os profissionais que se dispõem a montar as peças, ajudando os seus pacientes a darem um novo sentido para as suas vidas.

Medos, fobias e inseguranças não são permanentes. Dê uma chance para você mesmo e busque ajuda para superá-los!

Viu como fazer terapia nos faz bem e nos ajuda a evoluir em diversas áreas de nossas vidas? Se você vivencia alguns dos sinais apresentados, experimente o auxílio de um bom terapeuta e sinta os resultados positivos dessa decisão.

Você já fez ou faz terapia? O que acha do processo? Quais foram os resultados alcançados? Conta para a gente nos comentários! Adoraremos conhecer a sua experiência!


Direitos autorais da imagem de capa: Rock Content





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.