Quando a dor é silenciosa – 6 sinais ocultos de depressão

A depressão nem sempre se manifesta de maneiras explícitas. Descubra alguns sinais ocultos que também são um indicador dessa condição.



Conviver com a depressão é uma árdua luta que milhares de pessoas enfrentam todos os dias. No entanto, nem todas sequer sabem disso pois, como não foram diagnosticadas com depressão, podem não saber que o desânimo, a infelicidade e a falta de proatividade para fazer as próprias coisas são sinais de que estão enfrentando essa batalha de forma oculta.

Nem todos os sintomas da doença são explícitos e fáceis de reconhecer, como a tristeza ou desesperança, há sintomas que podem ser menos óbvios, por isso muitos podem viver períodos realmente complicados de suas vidas sem realmente entender o porquê de determinadas coisas acontecerem.

Na lista abaixo, apresentamos alguns dos possíveis sinais ocultos de depressão. Analise-os com cuidado, mas saiba que alguns deles também podem indicar outros problemas de saúde, então o melhor a fazer é procurar um profissional, caso reconheça algum em si.


Esses são seis possíveis sinais de que a depressão está se manifestando de forma oculta em sua vida:

1. Mudanças no apetite e no peso

Comer muito ou pouco pode sugerir a presença de depressão, segundo estudo. Algumas pessoas recorrem à comida em busca de conforto, enquanto outras acabam perdendo o apetite por conta do mau humor. Essas mudanças na alimentação influenciam no ganho ou na perda de peso, e podem intensificar a depressão, prejudicando a sua autoestima.


2. Alteração dos hábitos de sono

Como sabemos, a nossa rotina de sono afeta muito a nossa vida, especialmente no que diz respeito ao nosso humor. Quanto menos dormimos, menos dispostos e bem-humorados nos sentimos, mais isso pode contribuir para a depressão. Segundo a National Sleep Foundation, pessoas com insônia têm dez vezes mais probabilidade de ter depressão do que aquelas com sono regular.



3. Fadiga excessiva

O cansaço excessivo e persistente é um sintoma muito comum de depressão. Uma pesquisa sugere que mais de 90% das pessoas com depressão sentem fadiga. A fadiga relacionada à depressão é muito mais intensa do que aquela que todos nós podemos sentir em alguns dias e pode vir acompanhada de outros sintomas.


4. Comportamento pessimista

Acredita-se que as pessoas que sofrem de depressão tenham um comportamento pessimista, desacreditando de si mesmas e de seus objetivos. Um estudo mostra que aqueles que sofrem de transtorno depressivo também são mais negativos em relação ao próprio futuro.


5. Perda de concentração

A dificuldade de concentração e de memória é sintoma comum de depressão e pode ser identificada quando uma pessoa perde a linha de pensamento constantemente dentro de uma conversa, até mesmo desistindo de manter o diálogo. Segundo um estudo, dificuldades de concentração e foco pode piorar o impacto social da depressão, dificultando os relacionamentos pessoais ou profissionais.


6. Irritação e raiva constantes

Muitas pessoas não associam raiva e irritabilidade com depressão, mas de acordo com um estudo de 2014, esses podem ser sintomas muito comuns entre aqueles com a doença. Em vez de tristeza, algumas pessoas com depressão oculta podem exibir irritabilidade e raiva evidente ou reprimida.

Como pudemos perceber, nem todas as pessoas com depressão apresentam os mesmos sintomas, elas podem manifestar apenas sinais físicos ou outras variações, por isso é fundamental procurar um profissional de saúde especializado, caso sinta que sua vida não é mais a mesma, para que ele possa ajudá-lo e indicar-lhe um caminho melhor para seguir.

Compartilhe essas importantes informações com os seus amigos através das redes sociais.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.