Quando a atração acontece…

4min. de leitura

Com expressão séria ele me olhava com um olhar fugaz. Em fração de segundos sentia seus olhos atravessarem meu corpo. Éramos capazes de sentir e ouvir as vozes que falavam dentro de nós sem que abríssemos a boca.



Ele me procurava na ânsia de me ter em seus braços, as outras não importavam mais, o que importava era a forma como íamos nos desvendar.

Eu não sou do tipo “boazinha” não obstruo corações alheios. Sou mistura de simplicidade e sensualidade. Gosto de cativar quem está a minha volta, herdei desenvoltura nas curvas perigosas da vida. Minha alegria vem de dentro. Gosto disso! Também não descarto meu lado otimista. Não preciso falar das minhas particularidades, teriam que ser descobertas por quem as deixo desvendar.

Prefiro não ser do tipo disponível até porque a prioridade de um planejamento diário tornou-se uma regra. Não faço jogos e nem “ceninhas”, apenas busco meus ideais.


Quando a atração acontece pode-se sentir atração em milésimos de segundos, sem precisar se tocar ou falar. Essa sensação é maravilhosa!

Já fazia algum tempo em que a respiração ficava mais ofegante. Isso não dá pra segurar por muito tempo.

Homem, quando quer, desperta seu instinto “caça” e o primitivo revive. Ele começa a praticar a arte da conquista e valoriza aquela em que tem que medir esforços em troca de uma boa recompensa. Eu o deixo agir.

Querer não é o suficiente pra mim, é preciso ter atitudes! Uma hora ou outra um vai se aproximando e não há escapatória, o foco tem suas particularidades. Já sabemos no que isso vai dar. O depois? Bom, o depois fica apenas a dois.


Nesse jogo da conquista já estou vacinada. Não tenho coração de pedra, longe de mim achar que estou acima de alguém, mas chega uma hora que de tanto levar agulhadas a gente aprende a viver. Aprende que a vida tem suas complexidades.

Quando a atração acontece, devemos ser cautelosos e olhar lá na frente as consequências que cada ato pode nos causar.

Mantenha-se com os pés no chão. Ninguém permanece apenas por uma atração. Devemos manusear de forma consciente quando o assunto é envolver com alguém, e nos perguntar. Vale a pena?

A vida é como um jogo em que nunca sabemos qual será o passo do adversário. A gente até arrisca pra ver no que vai dá. O trunfo da velha carta na manga é indispensável. Se precisar recomece, ou termine a partida e mude para outro jogo.

_________________

Direitos autorais da imagem de capa: doodkoalex / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.