5min. de leitura

Quando decidimos cortar o contato e deixar definitivamente um relacionamento para trás…

Por mais que façamos nossa parte para mantermos todos os nossos relacionamentos saudáveis, em alguns momentos não temos outra escolha a não ser nos distanciarmos e cortarmos totalmente o contato. Essa atitude é motivada pela necessidade de nos colocarmos em primeiro lugar e preservar nossa saúde emocional. Ainda assim, o afastamento pode ser uma grande dificuldade para todos nós.


Nossos cérebros são programados para criar novos relacionamentos, para nos conectarmos a outras pessoas, não para nos afastarmos, e por isso é de certa forma comum relutarmos em abandonar uma conexão, quando nosso interior nos diz que há algo errado.

Dessa maneira, ao invés de cortar relações, acabamos por mantê-las em nossas vidas de uma maneira disfarçada, o que só nos prejudica cada dia mais. Temos dificuldade de entender que precisamos eliminar algumas coisas de nossas vidas, para que outras melhores possam chegar.

Como a interrupção do contato pode ajudar na recuperação

A decisão de cortar o contato é muito séria, e por isso é necessário que seja tomada com muita consciência e força. Para agirmos de uma maneira saudável, precisamos aprender a lidar com as “emoções cruas” seguindo 3 dimensões. Embora não seja simples, os resultados nos ajudam grandemente.


  • Em primeiro lugar, devemos refletir o que acontecerá com nossas vidas se não nos libertarmos desses relacionamentos que apenas nos levam para baixo e diminuem nossa autoestima, felicidade e qualidade de vida.
  • Depois, devemos nos concentrar em refletir sobre o que realmente queremos para nossas vidas, que resultados desejamos alcançar. Essas respostas vêm através do autoconhecimento e nos ajuda a definir um novo rumo para seguirmos.
  • Por último, devemos afirmar nosso desejo de mudança e nos mantermos firmes mesmo frente aos medos e inseguranças.

A reflexão sobre essas 3 dimensões nos ajuda a dar forma à emoção crua que nos fortalece para tomar decisões positivas para nós mesmos, inclusive o fim de contato, se for necessário.


Quando é indicado o corte de contato?

Existem algumas situações em que o afastamento total é o mais indicado:

  • Relações que nos diminuem e nos fazem infelizes. Um relacionamento romântico ou uma amizade com um narcisista são exemplos.
  • Relações familiares que constantemente nos colocam para baixo e diminuem nosso amor-próprio, sem nenhum sinal de mudança da outra parte
  • Quando deixamos um local com pessoas que nos fizeram muito mal e ignoram nossos direitos e necessidades básicas enquanto seres humanos.

Nossos relacionamentos devem ser monitorados e cuidados todos os dias, para que se mantenham sempre saudáveis. Quando percebemos que não estamos mais felizes, temos o direito de nos afastarmos, e se necessário até mesmo cortar todos os laços com a outra pessoa, para nos libertarmos do mal que nos causa.



Contato zero para se libertar da tirania de certos vínculos

Alguns relacionamentos nos causam mais prejuízos do que outros. Para nos libertarmos deles, podemos tentar conversar com a outra pessoa e encontrar uma solução madura. Se isso não acontecer, podemos estabelecer limites para o nosso próprio bem, para não acabarmos perdendo nossa autonomia e integridade emocional.

Não sinta medo se precisa tirar outra pessoa de sua vida. Na grande maioria das vezes, a perda de contato é o primeiro passo para nos criarmos e colocarmos nossas vidas na direção que nos trará mais felicidade e prosperidade.

Somos os únicos responsáveis por nossas vidas, e devemos nos comprometer com nosso presente e futuro, eliminando tudo aquilo que não contribui para nossa plenitude de vida.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.