ColunistasComportamento

Quando estamos rodeados de pessoas e nos sentimos sós…

Derramamos lágrimas, de alegria, tristeza é uma forma do nosso corpo nos transmitir o que estamos a sentir num determinado momento.



Triste é estar rodeado de pessoas e se sentindo só…

Colocamos uma capa invisível, para que quem nos rodeia não perceba esse estado nostálgico em que nos encontramos.

Solidão é quando alguém com um excelente cultura, educação, de muito boa aparência, vive só, porque os amigos (as), que afinal não eram amigos(as) o abandonaram, e nem se preocuparam em saber como fulano (a) está. Essas falsas amizades não têm noção dos danos psicológicos provocaram ao se afastarem.


A pessoa vai vivendo em solidão, aprende a se defender, mas, num belo dia…. a sua vida muda… o Universo coloca no seu caminho a Felicidade.

Esse dia existe.

Desgosto é termos um ente querido, muito próximo de nós, como um irmão, irmã, e ele(a) nos ignorar, independente da distância que se encontra de nós. Passa a nossa porta, todos os dias, mora muito perto, mas por egoísmo, ingratidão, falsa superioridade,, acredita que age corretamente e vai deixando de falar, visitar e receber em sua casa os familiares e deixa de os visitar também.

O tempo passa e cada vez mais existe um enorme vazio, no qual, nem o vento se atreve a assobiar… vazio que vai crescendo…


O tempo que temos a nossa disposição é incerto, apenas sabemos que temos garantido, este mesmo momento, em que, eu escrevo o texto, e os leitores leem o texto, depois não sabemos o que nos reserva.

É uma reflexão que devemos fazer… sim. Todos devemos refletir!

Deixar o egoísmo de lado e dar atenção a quem nos rodeia, perguntar como está, o que precisa, doar o seu tempo e fazer bem ao próximo.

Um dia essas pessoas aqui não mais estarão e aí vem uma tristeza acompanhada de nostalgia, porque gostaríamos que essas pessoas estivessem presentes para lhes dizermos o quanto gostamos delas,, o quanto eram importantes para nós e não temos essa possibilidade, porque fomos egoístas.


Ao fazermos bem, termos atitudes de gratidão, atraímos coisas, pessoas, situações magníficas para a nossa vida, sentimo-nos vivos, felizes, o nosso sangue corre mais rápido.

Temos que aproveitar o momento presente e viver para sempre na memória de todos.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: realstock / 123RF Imagens


Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo!

Artigo Anterior

A repetição na vida (e na clínica terapêutica):

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.