ColunistasComportamento

Quando eu disse sim para mim e me empoderei!

quando eu disse sim para mim

Uma busca muito grande que tive ao longo de minha vida foi me empoderar. Não apenas dizer e parecer empoderada, mas, sim, sentir-me empoderada! Às vezes, as nossas mudanças começam externamente, às vezes, começam internamente.



Comigo tudo começou misturado. Foi um processo concomitante e, às vezes, alternado de mudança por dentro e por fora. Fato é que mudanças externas causam modificações em nossa estrutura interna e vice-versa.  Somos seres plurais e os acontecimentos, os sentimentos, desejos vão nos constituindo e interferindo em nossa constituição.

Assim, empoderamento é ter poder sobre si, e com esse poder conseguir realizar e conquistar por si mesmo aquilo que se deseja. Ações empoderadas são ações que nos fortalecem para chegar onde desejamos. 

Ao nos sentirmos empoderados, percebemos que vale muito mais para nós mesmos o nosso discurso interno do que o discurso do outro, seja esse outro uma pessoa ou a referência a padrões estabelecidos socialmente. Com isso, não existe relação a somente se fazer aquilo que se quer, sem responsabilidade com o nosso entorno.


Buscar nosso eu mais profundo como nossa própria referência para o que desejamos, nunca será desconsiderar aqueles que nos rodeiam. Somos seres sociais, vivemos rodeados de pessoas e sentimentos como empatia, generosidade, honestidade e responsabilidade com o próximo são sempre necessários para vivermos bem.

Quando eu me refiro a sermos nossa referência, eu digo isso para que possamos perceber nossos desejos mais profundos, sem as inibições sociais que fomos aprendendo como corretas ao longo da nossa jornada; sem sermos tão suscetíveis às manipulações que ocorrem em muitas relações que estabelecemos, por exemplo.  Isso não exclui o nosso respeito com o outro, pois somos seres que nos constituímos junto aos outros e em um contexto.

Sempre me preocupei muito com as outras pessoas e com o fato de poder ter condutas proativas, em busca de um mundo melhor. Mas, em toda a minha vida, o meu empoderamento só se tornou mais evidente para mim e para os outros, quando eu disse sim para mim!   

Quando eu disse sim para defender o que acredito ser correto e justo e fui em busca disso. Quando eu disse sim para realizar meus sonhos, mesmo que outras pessoas dissessem que não era o momento. Quando eu disse sim para fazer coisas novas que eu senti vontade e nas quais não tinha pensado, até então, em fazer. Quando eu disse sim para mim e me escolhi, ao invés de escolher estar com outra pessoa em uma relação na qual não acreditava. Essa poderia ser uma lista enorme, mas o objetivo é muito mais citar aqui alguns exemplos que me colocaram em contato comigo e mediante os quais eu me permiti empoderar.


Uma conclusão que cheguei é de que o empoderamento é uma busca constante. Não dá para ser empoderado hoje e achar que existem, então, garantias para se continuar sendo assim para sempre. Isso porque, em cada degrau que subimos em relação ao nosso empoderamento, mais poder pessoal temos, mas, junto com isso, novas situações e complexidades se colocam em nossas vidas e precisamos adaptar nosso ser para o novo que chega.

O fato é que o empoderamento está em nossas decisões diárias, no sim ou no não dito conforme o nosso compromisso conosco. Está nas decorrências de comportamentos e posturas que vêm a partir daí também.

O lado comum disso é que, como quase tudo em nossa vida, precisa de alimento constante para se desenvolver. O lado ruim é que, se você não alimentar o seu empoderamento, ele morre, ou seja, não há espaço para ficar muito tempo na zona de conforto da nossa evolução pessoal. O lado bom é que, se desejamos nos empoderar, precisamos perceber que devemos alimentar o nosso autoconhecimento e crescimento contínuo, fazendo aquilo que amamos, crescendo como pessoas (sentimentalmente, intelectualmente, entre outros) e aprendendo a dizer sim para nós mesmos.

E você? Está pronto para dizer sim para si mesmo?


Com carinho, Daniela Peroneo. #EuDigoSimParaMim


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: adamico / 123RF Imagens


Posso curar a dor de um amor com outro amor?

Artigo Anterior

Que a nossa vida seja uma coleção de amores inesquecíveis!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.