4min. de leitura

Quando nasce um bebê, nasce uma mãe e também nasce um PAI!

O bebê recebe todos os olhares do mundo, a mãe recebe os olhares e os cuidados médicos e o pai?! O pai, na maioria das vezes, fica isolado! Afinal, acredita-se que sua participação seja mínima! 

Mamães, entendam uma coisa: os pais não carregam os bebês como vocês, eles não brincam como vocês e, tampouco, resolverão os problemas como vocês. Mas eles são PAIS!



Às vezes, não são nada delicados, mas estão cheios de amor para dar. Deixem que eles o demonstrem da maneira deles!

Nós, como mães, acreditamos que a nossa maneira de cuidar é a única correta e universal e estamos sempre corrigindo a maneira de como os nossos maridos, PAIS dos nossos filhos, cuidam. Imagino que eles devam se sentir, muitas das vezes, frustrados! Afinal, eles também sonharam com aquele bebê!

Pais têm uma maneira única e autêntica de se dedicar aos filhos! Eles também sofrem uma transformação. Aprendem a lidar com um “pedacinho de gente”, aprendem a ser mais delicados, a fazer mamadeira, a trocar fraldas e até dar banho. Pais, que também “dão à luz”, descobrem que a TV não possui só canais esportivos. Descobrem o Nick.Jr, BabyTv, Disney Channel e outros.


Pais também aprendem a cantar canções de ninar e a falar “bebeês”! 

Pais também possuem, em seus celulares, aplicativos de desenhos infantis, assim como nós. Eles aprendem a comprar fraldas e até fazer papinhas.

Muitas mães devem, nesta parte do texto, estar dizendo: Meu marido não sabe nada disso! Mas quantas vezes você deu a oportunidade de seu marido ser PAI? Da maneira dele, sem ficar o tempo todo se intrometendo? Claro que, em algumas situações é preciso interferir, mas são algumas.

Quantas vezes confiamos nossos filhos aos seus próprios pais? Quantas vezes permitimos que eles façam um passeio juntos, sem a nossa presença? 

Pais também estão cheios de amor para dar, querem participar ativamente da criação de uma criança, mas, na maioria das vezes, nós os afastamos dessa tarefa.


Acho mesmo que, por questões culturais, entenda-se que é a mãe que sabe o que é melhor para um filho. Mas, PAIS TAMBÉM SABEM!

Encoraje o seu marido a curtir a paternidade, permita que ele também viva e participe desse momento mágico e único! Inclua-o nos cuidados do seu filho. Deixe que ele escolha a roupinha. Se for preciso, ensine, mas permita que ele tenha seus próprios métodos!

Acreditem, ele ficará orgulhoso! Pais amam seus filhos, assim como nós também os amamos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: halfpoint / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 01/04/2018 às 4:42





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.