publicidade

Quando nos cabe aceitar ao invés de reclamar

Você já parou para pensar o quanto temos dificuldade em aceitar algo ou situação que não está de acordo com o que pensamos?

Vivemos num mundo com mais de 7 bilhões de pessoas que pensam, sentem e expõem suas crenças no que acreditam.



Toda atitude que é imposta como obrigatória nos leva a um estado de tamanho desconforto, irritabilidade, nervosismo e muita vontade de discutir, principalmente quando não concordamos em realizar.

Se estamos na posição de líderes, sabemos o quanto a equipe pode e deve progredir para atingir os resultados, mas se tem um colaborador que insiste em seguir o fluxo contrário, nós nos colocamos no lugar de aceitar ou reclamar? Neste caso, se você aceita as atitudes dele e quer mantê-lo no time, o óbvio é ensinar ao invés de reclamar.

Quando o parceiro(a) decide ir embora, seguir seu caminho só, sem ao menos pensar nos filhos, tomamos a atitude de aceitar ou reclamar? Provavelmente já houve diversos momentos de pura reclamação, que gerou ressentimentos e desamor. É difícil, mas podemos acreditar que não é impossível aceitar.


Pare um pouco para refletir: só temos uma vida. Uma só! Nem tudo conseguiremos aceitar, mas uma coisa é certa: você é quem pode mudar!

Então você me pergunta: Eu tenho que aceitar tudo? Eu lhe respondo que não. É bem mais fácil parar de reclamar. Tire seu foco daquilo que o desagrada, que o deixa desanimado e triste, foque no que lhe traz felicidade.

Quando você muda o foco e agradece, com o sentimento de gratidão e amor, tudo aquilo que lhe faz bem começa a surgir com mais frequência e você provavelmente vai aceitar com muita facilidade o que está determinando seus dias.

Eu prefiro aceitar que todas as coisas boas estão chegando até mim, ao invés de reclamar!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/evgenyatamanenko.


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.