3min. de leitura

Quando o amor é meia-boca…

Quando você não reconhece o seu valor, você começa a aceitar uns amores meia-boca. Você tão cheia de vitalidade, disposição para correr atrás de seus sonhos e no amor aceita qualquer promessa de amor!


Não aceite receber qualquer porcaria por aí! Logo você tão linda, batalhadora e com coração tão aberto para dar amor.

Comece a colocar na balança o que você faz por você e pelo outro. Não está doando demais?

Não se contente com um abraço implorado, não se contente com um beijo ruim e quando tem, com um sorriso forçado, com “acorda logo” ao invés de um café na cama com um “acorda, minha linda” ou com piadinhas que só a diminuem. Não aceite um cara que não corre com você e na mesma direção. Arrastar correntes é pesado demais, a vida passa rápido demais.

Não deixe que o comodismo e o medo a encurralem em um relacionamento meia-boca.


Não escreva declarações para quem nunca escreveu nenhuma linha pensando em você. Não enriqueça a timeline de quem não a assume para o mundo.

Não vale a pena, não se desgaste e não se abale por quem nem quer conversar para resolver as coisas ou melhorar o relacionamento.

Não perca suas horas com os amigos e com a família por ninguém! Não tire os prazeres da sua vida por ninguém, ainda mais quem não a valoriza. 

Em vez disso, procure um amor completo, que a assuma para o mundo todo, que a encha de abraços longos e cheios de amor, beijos longos e química incrível, sem mimimi, sem essa de que hoje não dá.


Procure um amor que a encha de alegria e não de promessas. Chega de ser cega!

Procure um amor completo que a faça feliz e fique ao seu lado em todas as situações.

Porque de amores meia-boca o mundo está cheio. Valorize-se!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / lightfieldstudios





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.