Quando o leite não presta, a vida se encarrega em derramar, antes que nos faça muito mal

Pior que chorar pelo leite derramado é chorar pelo que derramou e também estava azedo.

Chega de chorar pelas mazelas da vida, de lamentar por algo que não estava previsto nos planos de Deus em ficar no seu destino.

Existem circunstâncias que o adorável “basta” é preciso para alinhar os projetos e seguir adiante de algo que a vida reservou.

Ainda que tudo fale que não e mesmo a vida se encarregando de tirar do caminho o que poderá nos ferir, ainda assim, existem pessoas que vivem correndo atrás de quem jamais será a melhor alternativa, a melhor opção ou a melhor escolha.

Se bem que nunca saberemos ao certo quem permanecerá na nossa vida, mesmo com o coração cheio de planos, algumas pessoas entram na nossa vida, mas não permanecem.

Temos o livre-arbítrio para escolher quem entra, mas não podemos decidir quem fica.

Por mais que o coração de alguém esteja cheio de planos e louco para dividir os seus melhores sentimentos, a outra pessoa talvez não queira permanecer, e isso não quer dizer que você seja culpado, é que a vida tem seus mistérios e Deus seus planos.

Devemos deixar as pessoas que surgem em nossos caminhos livres, tanto para ficar quanto para partir.

Porém, após a partida não se deve jamais reclamar quando o ciclo encerrar, e depois querer fazer parte dos planos novamente.

Pior que chorar pelo leite derramado é chorar pelo leite que a vida se encarregou de azedar.

Inclua em seus planos pessoas que valem a pena permanecer e fazer parte da sua história.

Não congele a sua felicidade esperando que um dia alguém compartilhará com você cada momento, viva sua vida e seja apaixonado por sua companhia.

A vida é muito curta para deixar de viver o hoje em função de alguém que não sabe se chegará na sua vida amanhã.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / diignat



Deixe seu comentário