Quando o medo nos domina, a única saída é…



O medo é uma sensação de ameaça, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor e pânico são a ênfase do medo.

O medo é importante para a sobrevivência humana, ele serve para nos alertar e nos manter seguros, mas também para nos impulsionar.

Uma pessoa sem medo pode se expor a situações de perigo, arriscando a própria vida, sem medir as consequências de seus atos.

Portanto, é preciso conhecê-lo, aprender a lidar com ele, dominá-lo e então poderá usá-lo a seu favor.

Todos sentimos algum tipo de medo. Você tem medo de que?

Existem 2 tipos de medo, o racional e irracional.

O medo racional é o que surge de uma situação que nos coloca em perigo real, como o fogo, um animal feroz ou uma tempestade. Este pode nos ajudar em um momento de perigo, nos deixa em alerta.

Caso esteja diante de uma tempestade, basta manter a calma e tomar algumas providências. Os danos físicos podem ocorrer, mas a antecipação pode diminuí-los ou evitá-los.

O medo irracional é criado por nós sobre algo que não representa prejuízo real, como o medo de morrer, de ficar sozinho, de não ser amado. Nesta caso, dependendo do grau, há a necessidade de verificar se não se trata de uma fobia ou patologia, um transtorno psicológico, que exige uma consulta de um especialista.

Mas neste caso é um bom momento para você se colocar à prova, enfrentá-lo aos poucos e encará-lo como um desafio pessoal. Por exemplo: se você sente medo do escuro, permanecer por alguns minutos em uma sala escura o ajudará a perceber que mesmo sem ver nada você estará seguro. E aos poucos aumentar o tempo de permanência, até que possa dominá-lo totalmente. Este método é chamado de dessensibilização sistemática, mas requer o acompanhamento de um profissional capacitado.

O medo nos paralisa e impede de realizarmos muitos sonhos torna-se um obstáculo.



Ao identificar os tipo de medo que sentimos, se oferece perigo real ou não, tomamos coragem de enfrentar a situação e sair dela seguros. 

Geralmente, ele começa pequeno e ganha proporção à medida que o alimentamos, vivenciando as situações do cotidiano e o reforçando. Até que se torne um obstáculo em suas atividades e, em muitos casos, causando prejuízo na vida social.

Conheça seu corpo, identifique as sensações causadas pelo medo e aprenda a prever os momentos que começará a senti-lo. Assim, quando suspeitar que determinada situação lhe causa medo e insegurança, você pode se preparar para enfrentá-lo. Aprendendo a dominar e controlar seu corpo, com o tempo o medo irracional diminui e você adquire mais autonomia e confiança.

Quando o medo nos domina, a única saída é enfrentá-lo e manter a fé.

Uma boa estratégia é pensar em que momento começou e o que realmente está gerando o temor, lembre-se das ocasiões em que você teve de enfrentar a mesma situação e como foi seu resultado.

Não deixe de viver, intensamente, pelo fato de sentir medo, não se deixe vencer pela insegurança. Observe a sua volta quanta vida há, quantas pessoas enfrentam seus medos todos os dias para ser feliz. Domine-os aos poucos e em breve você se sentirá totalmente seguro.

E lembre-se: não é coragem se não tiver medo. 


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: ababaka / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.