ColunistasComportamento

“quando pedro fala de paulo”

Quando Pedro fala

Quando Pedro fala de Paulo, sabemos mais de Pedro do que de Paulo”.



Sempre que alguma coisa o incomodar em alguém, essa coisa que incomoda está dentro de você. E incomoda porque você, em algum momento, jogou essa coisa para debaixo do tapete interno, dentro do quarto escuro que o habita.

Por isso eu acredito que os relacionamentos, especialmente os afetivos, são a grande universidade da vida. Se estivermos conscientes desta lei, descobriremos muito sobre partes nossas ainda renegadas.

Eu, por exemplo, me incomodo com pessoas arrogantes. Não percebo a arrogância dentro de mim, e sei que ela existe, uma hora vou encontrá-la, e neste momento a cura começa a acontecer.


Como disse Carl Jung, não vamos nos iluminar falando de Deus, de energia, consciência, mas sim quando olharmos para a sombra que nos habita.

É reconhecendo o que chamamos de vulnerabilidade, que nos empoderamos dela.

Outra frase que retrata bem isso, do Freud: “Quando Pedro fala de Paulo, sabemos mais de Pedro do que de Paulo”.

Essa lei não falha! O que geralmente o incomoda nas pessoas com quem você se relaciona? Se souber essa resposta, é meio caminho andado.


A outra metade é olhar para dentro e encontrar essa mesma característica, com coragem e honestidade, porque quando olhamos para nossa sombra, levamos luz à nossa inconsciência, clareando o quarto escuro, empoderando-nos do que tentamos esconder de nós mesmos, e uma hora estaremos completamente iluminados por dentro.

Esse é o verdadeiro plano divino para cada um de nós. E se não vivemos isso AINDA, não significa que o plano falhou, mas que ele ainda está em andamento.

Como disse Jesus, “A VERDADE NOS LIBERTARÁ”.



Direitos autorais da imagem de capa: wall.alphacorders / 494397


Renasço a cada amanhecer. Almas nascem velhas e se tornam vigorosas com o passar dos anos

Artigo Anterior

Nenhuma situação pode estragar o seu dia, a menos que você permita

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.