ColunistasComportamento

Quando sair da sua zona de conforto…

QUANDO SAIR DA SUA ZONA DE CONFORTO

Leia ouvindo: Harlœ – All in My Feelings



Muito pelo cenário externo que influencia completamente o nosso interno, mas acredito que realmente chegamos em uma “nova era” como pessoas. Buscamos, independente de qualquer coisa, satisfação pessoal! Que geralmente está ligada com o completo incomodo de continuar no mesmo lugar.

Se antes ter um emprego significava segurança, hoje significa morte da esperança. Se antes, por pura aparência, casamentos duravam anos a fio, hoje falamos de amores líquidos. Se antes, o resumo da felicidade estava em fixar bandeira em um lugar, hoje é preciso ir para o mundo. Demos uma brochada admirável no maior sentimento de todos: se sentir vivo.

quando-sair-da-sua-zona-de-conforto


Buscamos incansavelmente conhecimento. A máxima do “menos é mais” não funciona nada bem por aqui! Uma geração que foi criada para ser tudo aquilo que quiser, ter a informação que quiser, ir pelo caminho que bem entender e mesmo se ferrando um monte, acumular experiências boas e ruins é mais incrível do que ter uma pós-graduação no currículo.

A maneira de viver com nossas próprias vontades mudou. O status dado para a felicidade também mudou. Estamos sempre em busca do tesouro perdido e isso faz bem. Te tira daquela zona de conforto sem vergonha! Válido para carreira, vida e relacionamentos.

Sair da zona de conforto é fácil, mas voltar para ela é mais fácil ainda. É comum desistir da busca/descoberta/novo no primeiro obstáculo que aparece. Um boicote típico para qualquer novidade. Uma atitude mais comum do que se imagina. Talvez por que inflaram nosso ego dizendo que poderíamos ser tudo aquilo que quiséssemos e sejamos sinceros? Não é bem assim. Sair da zona de conforte exige consciência, paciência e principalmente, persistência.

Não é só sair por aí em busca do que te faz feliz, é ter consciência que é preciso construir a ponte para chegar até o objetivo final, é preciso ter paciência com todos os obstáculos que irão aparecer e é preciso mais do que tudo, persistir. E persistir, meus caros, não é fácil. Persistir para muitos significa dar murro em ponta de faca e aí que está o erro. Temos que acreditar na persistência e desistir quando se tornar teimosia. E só nós sabemos o “time” certo para isso!


Quando sair da sua zona de conforto não olhe para trás. Mesmo com o coração em pedaços, abrace a única certeza que te acalma e siga em frente. Não existe segredo ou fórmula mágica, existe sim uma vontade única.

Vale lembrar: consciência, paciência e persistência. Na dúvida? Repeat.

Quando as expectativas morrem; o ego desaparece; e o amor prevalece!

Artigo Anterior

Só por hoje! – a transformação interior começa com o dia de hoje!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.