AmorRelacionamentos

Quando sentir falta, ligue!

quando sentir falta

Quando sentir minha falta, é só ligar.



Por que complicar as coisas? Correr em círculos? Confundir as emoções e interpretá-las mal até não ter mais certeza do que sente?

Quando você se deparar com uma fotografia nossa debaixo da sua cama. Quando você ver a minha caligrafia na parte de trás de um quadro. Quando você ver a forma como o sol brilha em um copo de vinho. Quando você dirigir com as janelas abertas. Quando você deitar no sofá onde ficávamos juntos.

Quando você provar o ar do verão em seus lábios, eu espero que você se lembre de mim.


Espero que corte profundamente, que a solidão se instale, e espero, acima de tudo, que você venha até mim.

quando sentir falta

Porque não importa o tempo ou a distância, eu sempre vou amar o som de sua voz.

Há muita diferença entre nós. Palavras que foram ditas, e tomadas de volta. Risos que foram compartilhados e abafados. Pensamentos que foram expressos, e mantidos reféns em nossos cérebros.


Somos agora duas almas que vivem de forma independente, perseguindo nossos chamados, encontrando o nosso caminho. Mas isso nunca vai significar que você não importa para mim.

Independentemente de onde estamos agora, seu nome ainda tem gosto de vinho, morango e primeiros beijos. Como ingenuidade e teimosia. Agridoce.

Eu espero que você saiba que eu vou atender. O amor tem um jeito engraçado de amarrar corações, e eu sempre soube que iríamos ser ligados, mesmo que nossos sentimentos originais não estivessem mais lá. Nós sempre seremos ligados.

Então, eu espero que você me ligue quando pensar em mim.


Quando você lembrar da maneira que eu costumava comer. Quando chover e você quiser saber onde eu estou, e se ainda estou com medo. (Eu estou). Quando você beber algo que tenho o gosto do nosso primeiro beijo.

Então eu espero que você me ligue.

Espero que afaste o medo e reúna a coragem. Espero que seu coração e suas mãos suem ao segurar o telefone.

Eu espero que você pense em desligar um milhão de vezes, mas não desligue.


E eu espero que o meu ‘Olá’, seja tudo o que você deseje ouvir.

Tímido. Ansioso. Confuso. Calmo.

Pause. Fale.

E eu espero que as nossas vozes se encontrem no mesmo ritmo, milhares de palavras e histórias para partilhar. Através de oceanos e rios, vilas e memórias, e anos se passando entre nós, espero que o telefonema preencha a lacuna.


___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Thought Catalog

Permita-se desapaixonar!

Artigo Anterior

Sopa quente e 110 quilômetros de distância

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.