ColunistasRelacionamentos

Quando seu sentimento é desvalorizado…

Quando seu sentimento é desvalorizado.... site

Quando nos conhecemos, gostei de sua pessoa logo de cara, achei-o engraçado, educado, inteligente, entre outras qualidades que pude notar em você e acho que a recíproca foi verdadeira.



Conversamos muito e percebemos, pois tínhamos tantas coisas em comum, muitas mesmo! Era até engraçado e rimos juntos disso.

Conforme os dias foram passando era nítido que nós nos dávamos muito bem, eu estava feliz por tê-lo conhecido, e sua companhia me fazia bem, até quando não estávamos perto um do outro, uma simples conversa pelo whatsapp era o suficiente para me deixar com um sorriso no rosto, mas com o tempo fui percebendo que a entrega, o calor daquela “paixão” vinha só de minha parte. Fui levando, tentando acreditar que estava com alguma paranoia e que você gostava de mim da mesma forma e da mesma intensidade que eu gostava de você.

Mas, infelizmente, cada pessoa se entrega de uma forma completamente diferente a um relacionamento.


Há aquelas que são intensas e mergulham de cabeça desde o início, há aquelas que se entregam aos poucos e aquelas que simulam uma entrega a ponto de deixar o outro apaixonado, ou seja, cada um dá aquilo que pode oferecer no momento.

Nada e nem ninguém pode mudar o que se passa no coração, principalmente no coração e no pensamento do outro.

Pequenas mentiras, grandes estragos. Sentimentos de dúvida, de insegurança, tudo isso foram fatores determinantes que levaram ao nosso fim… Foi difícil, pelo menos para mim foi… Tive que colar novamente os cacos do meu coração, reinventar-me e acreditar que um dia eu sairia daquela bad, e realmente eu saí, do sentimento de tristeza, desvalorização, dúvida misturada com saudade, da luta interna que travei comigo mesma para não pensar tanto em você…

Você não sabia o que eu realmente sentia em relação a você e nem sequer se dispôs, a saber… Uma pena. Hoje estou melhor, seguindo com todos meus planos e projetos, porém ficarão marcadas em minha memória as boas lembranças de tudo aquilo que vivemos.


Porque a vida, ahhh a vida, é assim mesmo, nem tudo caminha conforme o esperado e o combinado, pois algumas tristezas e perdas são irremediáveis, mas o saldo positivo é descobrirmos que a existência é sempre cheia de ciclos e recomeços e que diante do sofrimento também é possível tirarmos um aprendizado.

Na verdade, penso que o período de sofrimento é sempre a melhor ocasião para refletirmos, é o período em que mais evoluímos e desenvolvemos o autoconhecimento!

____________

 


Direitos autorais da imagem de capa: akz / 123RF Imagens

Por que precisamos ser mais positivos:

Artigo Anterior

Reflexões de uma balzaquiana…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.