3min. de leitura

Quando um relacionamento termina, terminamos com o outro e não com nós mesmos. Nós continuamos

Sozinho ou solteiro? Como é possível estarmos sozinhos, se estamos com nós mesmos o tempo inteiro?

Nós temos o péssimo hábito de pensar que no momento em que estamos solteiros estamos sozinhos. Mas como é possível estarmos sozinhos, se estamos com nós mesmos o tempo inteiro?



Socialmente, vivemos uma pressão constante. Quando estamos solteiros, devemos estar namorando; quando estamos namorando, devemos estar casados; quando estamos casados, devemos ter filhos e assim por diante.

E quando algo não sai exatamente nessa ordem acreditamos ter algo errado em nós e estarmos solitários.

Crenças que muitas vezes nem fazem parte de nós, mas do meio no qual vivemos.


Estar solteiro não é estar sozinho, estar solteiro é apenas não estar em um relacionamento amoroso.

Precisamos compreender que nós somos a melhor companhia para nós mesmos e que investir todos os nossos “bens” em alguém não é algo saudável.

Quando um relacionamento termina, terminamos com os outros e não com nós mesmos, nós continuamos.

É claro que términos são difíceis e sofremos, contudo, não somos nossos relacionamentos, somos mulher, homem, pai, mãe, filha, filho, amiga, amigo, irmã, irmão, etc., e ao abdicarmos de todos os outros papeis para o nosso relacionamento é bastante possível que nos sintamos sozinhos, pois terminamos com nós mesmos muito antes de iniciarmos e firmamos um relacionamento.


Então, antes de se dedicar a um relacionamento amoroso, é preciso que você se dedique a você mesmo, que você possa descobrir e firmar seus papeis antes de assumir outros tantos, e assim, quando os assumir, saber que todos os outros se mantém fortes dentro de você.

Assim, se passar por uma situação de término, saberá que você nunca está sozinho(a).


Direitos autorais da imagem de capa: wallhere / 22426

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.