ColunistasComportamentoReflexão

Quando você abandona algo, o perde; mas logo ganha, pois está dizendo “olá” para o que chega!

Mudar. Tem muita gente que estremece só de pensar. Por que a mudança, lei natural da vida, causa tanto temor entre as pessoas?



Lendo Augusto Cury, em seu livro 12 semanas para mudar uma vida, vi a seguinte frase: “cada escolha implica perdas e não apenas ganhos.” Achei essa frase uma boa inspiração para o tema que desejo discutir com vocês neste artigo: Mudança.

Seja no aspecto material ou emocional, mudar requer uma série de pré-requisitos: desapego, paciência, coragem, planejamento, permissão, dentre outros. A mudança é benéfica na vida de todos, uma vez que seja usada como resultando do livre-arbítrio, que seja entendida como fluxo natural das coisas e seja de alguma forma planejada e aceita conscientemente.

Tudo precisa de movimento para ser saudável. O que fica parado, estagnado e sem mobilidade, acaba por acumular sujeiras trazendo assim doenças das mais variadas formas. Num sentido bem amplo, entendemos que mudar é lei imprescindível para se ter saúde.


Na frase de Cury temos uma informação preciosa. Ele nos alerta para as “perdas” e “ganhos” da mudança. Mas é claro! Quando você abandona algo, o perde; mas logo ganha pois está dizendo “olá” para o que chega.

Muitas das vezes o que nos causa temor é não apenas o medo do desconhecido e a insegurança, mas o apego pelo que se está perdendo, mesmo que isso seja algo que nos prejudique. Analise bem se o que te congela vale a pena.

Existem pessoas que passam a vida inteira estagnadas por causa do costume e da comodidade. Acreditam que estão seguras e rejeitam qualquer sinal de mudança. Mal sabem que agindo assim estão impossibilitando o fluir da vida que sempre traz renovações, novos horizontes e dias melhores.

Mas atenção para a mudança desmedida. Mudar só e vantajoso se for feito com consciência. Eu acredito que, quando a vida nos chama para novos modelos e vivências, isso nos persegue até que sentimos que é necessário. Tudo acaba por nos chamar para o novo, para a quebra da corrente.


Mudar apenas por capricho pode trazer danos difíceis de serem reparados. Pessoas impulsivas vivem modificando, fazem tanto isso que a verdadeira utilidade de renovar perde o sentido. Acabam deixando tudo inacabado, solto pelos caminhos, atrapalhando quem passa e inclusive a si mesmo que, muitas das vezes precisa retornar para fazer tudo de novo.

Mudança é uma atitude que vem acompanhada de dor, é verdade. Mas é tal qual a tempestade necessária para a purificação da atmosfera. Para algumas pessoas é imprescindível para que a vida continue.

Pode parecer exagero, mas há quem morra por falta de movimento. Há quem atrofie as fibras do coração vivendo em modelos e situações acomodadas e completamente envolvidas pelo mofo do desânimo. Infelizmente há!

Espero que, quando a mudança te bata as portas da vida, esteja aberto para que ela se mostre. Espero que o seu dia seja sempre novo, porque afinal, mudanças são sempre mudanças, sejam pequenas ou grandes.


Espero realmente que você não permite que a sua existência seja triste e mofada e que novos dias te mostrem a felicidade depois da dor, a recompensa depois do sacrifício e o amor depois do desapego.

7 erros na criação dos filhos que impedem seu sucesso:

Artigo Anterior

Maternidade: você pode não querer!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.