Quando você completa 40 anos, essas 5 coisas deixam de importar tanto em sua vida

6min. de leitura

Os 40 anos são uma época transformadora em nossa vida, na qual focamos em ser felizes e deixamos muita coisa de lado. Confira cinco coisas com que deixamos de nos importar nessa idade.



Se você já entrou na fase dos 40 anos, vai entender muito bem este texto. Essa é uma época transformadora de nossa vida, na qual deixamos de nos importar com muitas coisas que antes considerávamos fundamentais para nossa felicidade, e começamos a valorizar o que realmente importa e nos traz felicidade.

Aos 40 anos, não temos mais tempo para enrolações, para insistir em relacionamentos com pessoas que não querem o nosso bem e deixar a nossa felicidade em segundo plano. Tudo é agora, pois entendemos que a vida passa depressa e temos de aproveitá-la ao máximo.

Se essa idade ainda não o alcançou, você ainda tem muita coisa para viver e aprender, mas saber dos benefícios trazidos pela maturidade pode fazê-lo perder o medo de envelhecer e sentir-se esperançoso para o futuro.


Abaixo listamos cinco coisas que deixam de ser tão importantes em nossa vida, quando chegamos a essa idade.

Elas são um sinal de que amadurecemos e sabemos nos guiar por melhores caminhos. Confira-as!

1. O desejo de agradar às outras pessoas ao custo da própria felicidade

Os 40 anos nos trazem experiência de vida. Nessa idade, já aprendemos bastante sobre como funcionam os relacionamentos e compreendemos que não é certo buscar aprovação e validação de outras pessoas, se tivermos de deixar a própria felicidade de lado.


Deixamos de fazer tudo para agradar a quem não nos ama naturalmente e, sempre que não nos sentimos confortáveis com alguém, levantamos e vamos embora, sem culpa ou explicações.

Já sabemos quais são as companhias que nos fazem felizes e não perdemos tempo com pessoas que não valem a pena.


2. Tolerar pessoas tóxicas por qualquer motivo

Nessa idade, já toleramos muitas pessoas intoleráveis. Já insistimos em salvar relacionamentos que não nos faziam bem, mantivemos por perto pessoas tóxicas e interesseiras, pelos mais diversos motivos, e percebemos que isso não nos faz bem.

Tolerar relacionamentos infelizes apenas nos traz estresse e amargura. Aos 40 anos, não queremos mais nos defasar com isso. Já passamos por muitas coisas e agora é o momento de estarmos em paz com quem amamos.

Nessa idade, as relações tóxicas dão lugar a pessoas de energia boa e que nos fazem bem de verdade.


3. Tristeza profunda causada por críticas alheias

Para algumas pessoas, nós nunca seremos suficientes, não lhes importa o quanto nos esforcemos. Essa é uma das lições mais importantes que aprendemos até os 40 anos, e elas mudam nossa história. Nessa época da vida, aprendemos a filtrar tudo o que nos dizem e reconhecemos que as críticas de uma pessoa não refletem quem somos, mas quem ela é.

Somos nós mesmos em todos os momentos e não nos desculpamos por isso. Assim como haverá gente para nos criticar, haverá gente para amar, e o amor e a admiração tornam-se muito mais importantes do que as energias negativas à nossa volta.

Aos 40 anos, assumimos a responsabilidade por nossa própria felicidade e não permitimos que pouca coisa estrague o nosso dia. Apenas sorrimos e seguimos em frente.


4. Ser sempre educados, até mesmo com aqueles que fazem de tudo para nos ver infelizes

Aprendemos desde cedo que devemos sorrir e ser gentis com todas as pessoas à nossa volta. Na teoria, isso é lindo, mas na prática pode ser mais difícil do que parece, especialmente com aqueles que sentem prazer em nos ver infelizes.

Aos 40 anos, aprendemos que a nossa paz e saúde emocional valem mais do que as regras de etiqueta. Sabemos que existem pessoas desagradáveis, condescendentes e vis, e que não precisamos oferecer-lhes sorrisos amarelos.

Só merece o nosso melhor quem nos oferece o mesmo, e não traímos mais a nossa essência por ninguém.


5. Dizer “sim”, quando queremos dizer “não”

Muitas vezes na vida, nós nos sentimos forçados a dizer “sim”, quando queremos dizer “não”, seja para agradar a alguém ou para preservar um relacionamento. Mas, aos 40 anos, a nossa própria paz importa mais do que fazer a vontade alheia.

Nessa idade, não nos submetemos mais a nada que vá contra os nossos princípios ou simplesmente a nossa vontade. Sentimo-nos suficientemente à vontade com nós mesmos para fazer apenas o que queremos.

Qualquer coisa que prejudique nossa tranquilidade emocional merece apenas uma resposta: “Eu não quero e não posso!”

Essas são algumas coisas que a maturidade nos traz. Os 40 anos são libertadores!

Concorda com os itens acima?

Comente abaixo sua opinião e compartilhe o artigo em suas redes sociais!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.