5min. de leitura

Quando você muda e as pessoas que ama não mudam

Um vazio interno enorme é sentido por muitas pessoas que acompanho em consultório quando mudam e percebem que as pessoas com quem convive diariamente não mudam.


Mas a gente não deve tentar mudar o outro, não é Isabel?

Claro que não! Porém a gente precisa se preservar, precisa se gostar e estabelecer relações saudáveis, para isso sempre são exigidas nem que sejam pequenas mudanças de todos os envolvidos.

SÓ EU é diferente de CONVIVÊNCIA!


Cada um tem a sua essência e cada um precisa saber o que é melhor para si, mas, quando se convive diariamente a dois, três… é bem diferente.

Temos uma realidade hoje bem controversa e que causa muita ansiedade, stress, depressão, pânico. Temos muitos estímulos diferentes, seja na tecnologia, seja nas questões ligadas à produtividade, seja na saúde do corpo, seja na saúde da mente.

Isso provoca várias reações diferentes.

– Muitas pessoas adotam uma técnica específica para emagrecimento por exemplo, aí vê outros resultados com outra técnica, depois outra. Esta pessoa adota a famosa mudança “pular de galho em galho” e não consegue o resultado que quer de forma duradoura. Aliás, consegue mesmo é aumentar absurdamente seu nível de ansiedade!


– Muitas pessoas não sabem o que querem e ficam criticando o outro por tentar mudar, ou mesmo, por conseguir mudar. Estes são os “fulana/o não é mais a mesma pessoa que conheci e isso me atrapalha”.

– Outras tantas pessoas não querem mudar crenças, hábitos, valores nunca e querem que os demais se adaptem a elas. Estas são as relações tóxicas!

– Outras pessoas ainda, mudam por um tempinho, não persistem depois de um tempo e dizem que nada dá certo. Estas experimentam o efeito “lua de mel”, empolgam-se, mudam uns dias, uns meses e depois voltam ao comportamento antigo, pois não fazem o trajeto de mudança de forma correta.

– Outras passam a vida jogando a culpa de seus próprios medos, erros e fracassos em cima dos outros. Essas são as “eternas vítimas” e são as relações mais tóxicas que, geralmente, acabam com o outro, seja financeiramente, seja emocionalmente.

Como sempre, vamos a uma história maravilhosa e fundamental para querermos mudar sempre para melhor, para nos manter no foco real que queremos, em melhoria contínua.


Pare agora e pense: no que essas palavras levam você a lembrar da sua vida? Quais semelhanças você percebe na sua história?

Agora, DICAS fundamentais para quem quer melhorar sempre!

1. Coloque um comportamento, um problema por vez para mudar.

2. Trace o caminho com pequenas mudanças por vez. Por exemplo: quero fazer exercício e não gosto. Não se inscreva na academia, isso é só para desencargo de consciência. Quando não se gosta de exercício físico, começa-se com pequenas coisas diárias. Trocar elevador por escada, ir tomar café com uma amiga a pé em um local mais longe. Coloque pequenos passos e, de preferência, que tenham prazeres envolvidos.

3. Acredite que MUDAR é necessário sempre e é muito saudável!

4. Se você envolver outras pessoas em sua mudança ajuda muito. Peça para alguém querido fazer com você, ou incentivar.

DICAS para quando os demais ao seu redor não mudam!

1. Ame-se mais e não se importe com os demais nesse aspecto. Continue firme e, se ficar pesado demais, afaste-se de alguma forma (pode ser falando menos com a pessoa, pode ser se afastando de relações tóxicas).

2. Traga para sua vida pessoas com as mesmas convicções, com a mesma sede de mudança, pessoas que se amam e amam as convivências leves e saudáveis.

É simples? Não! Mas, é possível e com certeza você vai ter uma saúde muito melhor e uma longevidade de qualidade.

Você vai ter mais harmonia, plenitude e felicidade em sua vida com certeza!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.