4min. de leitura

Quando você percebe que está gostando de alguém…

Mas e quando se percebe que está gostando de alguém, mas você não está preparado para o mesmo?

A grande maioria dos nossos desejos e realizações, na grande maioria das vezes não estão sob nosso controle, certo? Ainda mais quando se trata de algum sentimento.


Afinal, nem sempre escolhemos o que sentimos e por quem, na verdade funciona mas quando é empatia ou a falta dela.

Mas e quando se percebe que está gostando de alguém, mas você não está preparado para o mesmo?

Estar preparado envolve muita coisa, envolve você primeiramente aceitar, sim porque muitas vezes a gente trabalha na negação: “imagina, até parece que eu gosto dessa pessoa”; outro passo é você saber que gostar é algo sério, querer, desejar alguém implica em abrir mão de certas coisas que não cabe na vida a dois.


Todo mundo percebeu, os amigos avisam o tempo inteiro que isso já não é mais uma simples ficada, mas os envolvidos continuam ali na negação.

E porque será que isso acontece? Medo de quando tornar-se público as coisas mudem?


É, porque sabemos daquela velha reflexão, quanto menos pessoas souberem da sua vida, mais chance tem de dar certo, verdade ou mito? Isso vai depender muito de nossas crenças e o quanto de energia depositamos nisso.

Pode ser o velho medo de se entregar, de sair da zona de conforto, mas o mundo precisa saber, pois gostar de alguém é tão gostoso.

Essa fase inicial da paixão que o diga, cada um querendo se mostrar, no bom sentido para conquistar o outro, é a fase que se tem as risadas, de se conhecer, de se entender, que bate aquela louca saudade, vontade de ir em lugares novos e diferentes.

E se tudo isso se mantiver, se você continuar gostando desse alguém,  aí se prepara, que tudo indica que pode ser amor sim.

Mas lembre-se, para ser amor não precisa ser perfeito, os finais felizes das princesas e príncipes deixamos por conta só do Walt Disney, ok? Nada é perfeito, não seria diferente no amor. Vai com calma. Primeiro aceite esse sentimento, não precisa fazer questão que os outros percebam, a não ser o mais interessado e envolvido nisso tudo.

Querer fazer dar certo está em nossas mãos, está no nosso controle, a gente só precisa aprender a demonstrar e se permitir viver cada experiência.

Vale sim se arriscar, ousar, vale mais ainda demonstrar. A gente não perde em mostrar o que sentimos, pelo contrário, é um ganho imenso mostrar o que tem guardado aí dentro.

Vai lá, fale, beije, sinta, demonstre, entregue-se e apenas seja feliz!





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.