Quando você resolve cuidar de você…

4min. de leitura

Se você se esqueceu de você durante muitos anos, certamente vai se identificar com este texto! 

Por alguns motivos, nós nos deixando de lado. Isso acontece silenciosamente e, sem perceber, deixamos de ser quem somos e nos adaptando ao meio.



Lembro-me de ouvir essa antiga frase: “Cresça e apareça”… e sempre fiquei tentando entender o que seria “crescer e aparecer”, quando isso aconteceria, mas nunca tive motivação interna para superar o que me impunham como meta, sempre fui “diferentona”, e, infelizmente, a maioria das pessoas que têm hoje em média 40 anos, convive com um fantasma interno chamado “crenças limitantes”, impostas pelos pais, família e/ou pela sociedade!

Dentre tantas crenças, existe uma que, certamente, faz com que nos coloquemos de lado.
Você “cresce e aparece”, vem o casamento, filhos, agregados, sogra que acha que você é culpada por tudo, sogro que acha que você tem que ser submisso(a) no relacionamento e você fica para trás, melhor dizendo, você se coloca de lado.

De uma forma inconsciente, você acredita que precisa se colocar de lado para exercer a sua vida como esposa, mãe, nora, genro, filha, filho, irmã, irmão, profissional etc.


E a vida passa… e você se anula, ao ponto de não perceber que está a cada dia mais e mais deixando para trás a sua felicidade, a sua paz interior, a sua autoestima, seus sonhos e, com isso, esmagando a si mesmo, tornando-se, aos poucos, amargo, infeliz e rabugento.

Finalmente, chega o dia em que você acorda e, literalmente, grita interiormente a palavra basta!

Exatamente neste ponto você precisa de muita calma para ter entendimento de tudo que vai acontecer.  Fatalmente, muitas pessoas do seu convívio vão embora, então, aceite com o coração cheio de gratidão e não sinta culpa por estas pessoas irem, nem se culpe por isso.

Mantenha-se firme no seu propósito de se resgatar e mantenha-se conectado à energia do amor puro e incondicional, pois tudo o que você deseja para você chegará!


Com amor, você vai conseguir  impor limites, impor o respeito que você merece ter,  e isso não significa sair brigando com os outros, nem falando verdades de uma forma grosseira.

Tem uma frase do Gasparetto que eu levo para minha vida: A vida o trata da forma que você se trata”!  Acrescento a frase: “E se fosse eu?”

Assim você galga a sua felicidade, o seu resgate interior e quem for de verdade permanecerá em sua vida. Quem for de mentira, irá embora, pelo simples fato de não ficar feliz com a sua felicidade.

Leve esta afirmação com você: “Eu não entrego a minha felicidade na mão do outro!”

Pense nisso!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: reana / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 22/07/2018 às 7:32






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.