4min. de leitura

QUANDO VOCÊ SE SENTE MUITO INDEPENDENTE PARA UM RELACIONAMENTO

Eu recentemente mudei-me de volta para a casa de meus os pais e, enquanto tem sido incrivelmente agradável passar tempo com minha família, se tornou, aparentemente, uma das minhas fraquezas pessoais.


Eu não gosto de me explicar.

Eu não gosto de dizer às pessoas onde estou indo, com quem estou falando, porque estou fazendo alguma coisa. Eu não gosto de conversar sobre coisas que já decidi, e fingir receber conselhos de outras pessoas, quando eu sei que não vou mudar minha mente. Às vezes eu realmente quero uma opinião, mas às vezes eu só quero dar alguns passos sem explicar-me.

Eu acho que, em muitos aspectos, isso contribui para a minha solteirice crônica.


Tenho dificuldade em tomar decisões com outras pessoas em mente. Meu ex-namorado sempre queria falar sobre nossos planos, como gostaríamos de ficar juntos, e o que faríamos juntos. Eu não gosto de levar outras pessoas em consideração quando faço a maioria das minhas escolhas – pelo menos quando se trata de escolhas muito profundas e pessoais. Eu tenho medo de ter que pensar em outra pessoa quando quiser me mudar, ou tomar diferentes postos de trabalho, ou simplesmente viajar em geral. Eu não quero ter que dizer as pessoas com que estava, por quanto tempo estivemos juntos, e como nos conhecemos. Eu sinto que namorar é muito sobre isso.

quando você se sente2

“Você estava com John? Qual John? O que vocês faziam juntos ?? ”


PARE.

E eu entendo que em uma relação a confiança saudável se constrói ao longo do tempo e essas conversas podem ser de curta duração, mas me dá agonia apenas o pensamento de ter que destilar minha vida para outra pessoa. Eu gosto de receber ligações privadas, eu gosto de ir e vir dos lugares que eu quiser, eu gosto de ser … livre.

Eu valorizo a minha independência acima de tudo, e isso é o que mais me preocupa sobre o namoro. Eu preciso de espaço, muito espaço. Um espaço maior do que qualquer um pode me dar, provavelmente. Não sei.

E talvez eu seja o único que valoriza tanto a independência, mas eu não acho que seja uma coisa ruim. Pode não ser uma “coisa boa”, mas também não é uma coisa ruim. Talvez todos tenhamos de esperar a pessoa para a qual estaremos dispostos a prestar contas. A pessoa que vale o sacrifício da independência.

Talvez nós não estejamos dispostos a desistir de nossa liberdade por qualquer um.

Talvez seja por isso que não possamos lidar com as relações casuais ou namoros sem propósito. Mas talvez um dia, tropeçaremos em uma pessoa que fará tudo valer a pena.

Felizmente, até então, eu não tenho que me explicar mais.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Thought Catalog





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.