ColunistasComportamento

Quantas vezes queremos salvar o mundo de alguém…

QUANTAS VEZES QUEREMOS SALVAR 3

E de repente a gente descobre que podia ser melhor, que as coisas poderiam estar melhores. Que tudo deveria estar no seu devido lugar, ou pelo menos não tão fora do lugar assim.



Vamos percebendo dúvidas, incertezas, angústias. As nossas e a dos nossos. Ah se desse para consertar um erro, transformar um equívoco, desfazer palavras e ações. Se desse para apagar algumas histórias no tempo e na memória.

Há tanto desejo por uma vida sem contrastes, sem incidentes, sem que algo nos pegue desprevenidos, despreparados, que é o que geralmente acontece.  A vida e o sentimento do outro nos atinge. A dificuldade do outro também parece ser nossa dificuldade. E queremos mudar, remendar, mexer no que parece incerto.

QUANTAS VEZES QUEREMOS SALVAR 1


É típico das pessoas a vontade de mudar o ciclo da vida e alguns acontecimentos para que tudo esteja em paz. Se o outro estiver bem eu também estarei. Se ele não está nos seus melhores dias, nossos dias também não serão os melhores. É um desafio não conseguir alterar as situações.

Existe até certa culpa quando não podemos fazer mais do que oferecer uma ajuda limitada. Não conseguimos curar, amenizar uma dor, encontrar amores ou trazê-os de volta para o outro.

Não é possível preencher um coração que sente saudades de alguém que precisou partir. Arrumar empregos, bancar uma viagem, realizar sonhos.

Claro que as pessoas precisam lutar por si só, mas é muito humano desejar que as coisas estejam em ordem ou aparentemente não estejam indo em direção ao caos, ou a um fim indesejado.


É esta tal empatia, magnetismo e cumplicidade que nos leva a não desistir do outro. Esperar para que as coisas fiquem bem provoca ansiedade e tristeza.

É possível sim aceitar que cada um está em um processo de evolução, aprendizagem, lutas, porém, nem sempre é simples encarar com naturalidade.

Existe um pouco de nós no outro e um pouco do outro dentro de nós. Esta parte do outro que está em nós acende o desejo de fazer diferente, de mudar o curso das coisas. Queremos tanto ter o poder de alterar, influenciar além do que podemos, para ver um sorriso.

É difícil deixar que cada um cuide de si e que o tempo resolva tudo. Quem sabe nem ele tenha este objetivo. Em muitos casos, vamos até o fim, em outros precisamos deixar que cada um siga seu caminho e continuamos trilhando o nosso. Outras vezes conseguimos juntos modificar uma realidade.


QUANTAS VEZES QUEREMOS SALVAR 2

Este nosso jeito humano com seus poderes e limitações ainda não aprendeu a medir o que exatamente é capaz. Mas vamos fazendo, deixando um pouco de lado, desistindo e continuando sempre à espera de que as coisas não fiquem bem só no fim.

Salmo de sabedoria para qualquer momento da vida…

Artigo Anterior

A força inspiradora de uma galáxia, muito, muito distante…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.