Amor-PróprioColunistas

Quanto mais eu me encontro, mais pessoas eu perco. O que muitos chamam de solidão, eu chamo de liberdade

Quanto mais me encontro site

Quanto mais eu me encontro, mais pessoas eu perco.



Quanto maior o silêncio, mais alto soam as respostas.

O que muitos chamam de solidão eu chamo de liberdade.

O que muitos chamam de diversão eu chamo de fuga.


Onde existe excesso, existe uma falta.

Cada um com seu livre-arbítrio e suas consequências, mas a realidade é que não me importo em perder pessoas que não vibram na mesma frequência que eu. 

Estamos a todo momento, através das nossas escolhas, criando nossa realidade, por isso, eu luto por minha paz de espírito com unhas e dentes.

Então, o que muitos chamam de egoísmo, eu chamo de proteção e amor-próprio.


Eu preciso do silêncio para ouvir a voz da minha alma. O barulho do mundo atormenta, assusta, assombra e distrai.

O prazer momentâneo engana e ilude.

O que eu busco, não posso encontrar em nenhum outro lugar que não seja dentro de mim mesma.

Por isso sigo perdendo pessoas e me ganhando, amando-me e me conhecendo cada vez mais.


____________

Direitos autorais da imagem de capa: Toni Hukkanen on Unsplash

Preze por sua individualidade, não pelas opiniões dos outros!

Artigo Anterior

Se a intenção foi positiva, liberte-se da culpa!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.