4min. de leitura

Que as mulheres saibam ser curadoras de si…

Sua cura está na sua capacidade de compreensão das coisas que você precisa mudar e da sua inteira responsabilidade de mudá-las.



Não podemos te curar. Esse é um caminho que você terá de trilhar, podemos apenas auxiliar na jornada, dando nossas mãos para você apertar em momento de angústia, dando nosso colo quando quiser chorar, nossos ouvidos para que você fale sobre suas dores e amores.

Quem sabe falando sobre como o passado pesa em nossas mochilas e como é agradável soltar as alças, esvaziar e permitir que o passado retorne ao seu lugar de origem: o passado.

Explicando como o perdão nos permite criar asas, nos dá liberdade e nos faz abraçar as pessoas mais importantes de nossas vidas, com o peito aberto, sem medo…


Porque o amor que expande a partir de nós é capaz de nos proteger de tudo.

Talvez ainda, possamos acender uma vela, carregar o lampião e iluminar a estrada que você escolher trilhar, mas é sua escolha, são suas semeaduras e, certamente, suas colheitas, não podemos participar da pintura dessa tela.

Se a porta que decidir atravessar estiver dura para abrir, podemos ajudar a empurrá-la, mas somente você poderá passar por esse portal. Lá do outro lado tem coisas para você descobrir, não para nós.

Sua cura está na sua capacidade de compreensão das coisas que você precisa mudar e da sua inteira responsabilidade de mudá-las. Sair da zona de conforto não é uma ação tranquila, afinal são como cascas encrustadas em nossa “pele” e há que se ter disposição e comprometimento, mas apenas você conhece a saída, podemos apenas te esperar de braços abertos, do lado de fora!


Não, nós não podemos curar você, nossa oração tem apenas o poder de enviar luz e amor a partir do nosso intento, mas a cura precisa primeiro ser aceita dentro de você.

Como Cristo dizia: “Não sou Eu que te curo, senão tua própria fé”.

Podemos enfeitar seu caminho com rosas, pois elas são o próprio símbolo de Maria, mas os espinhos você precisa aprender a tirar, ou conviver com eles.

Mas, se ainda assim quiser nosso auxílio, nossos corações e colos estão à disposição.

Somos nós, as mulheres de medicina, apenas uma ponte para a cura, não ela em si, já que esta, nasce na alma de cada Ser.

Cantamos a canção de nossas almas e essa ressoa com a sua. Rezamos o rezo que nasce em nossos corações, que pulsa com o seu. Cobrimos você com o manto do amor, e o amor renasce em você. Abraçamos você até que sua alma sinta o calor que aquece a nossa!

Sopramos o vento divino em suas narinas, pois buscamos esse sopro em nós antes.

Nutrimos a união, com a nutrição do coração. Sim, nós amamos incondicionalmente e esse amor é o elo que nos une desde a eternidade até o infinito.

Aguyjevete.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: tanberin / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 25/02/2018 às 7:38






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.