publicidade

“que o amor seja eterno enquanto dure”, ou melhor… enquanto se cultive. Que seja cultivado e dure eternamente!

Mas, afinal, o que é mesmo o amor? Não é tão fácil definir…talvez seja mais fácil sentir!

Será possível manter o desejo e o amor em relacionamentos longos, mesmo depois que de passada a fase da paixão? Mas, afinal, o que é mesmo o amor? Não é tão fácil definir…talvez seja mais fácil sentir!



Amor é admiração. No mundo virtual, é “curtir” e “seguir” a pessoa amada. No mundo real, é interessar-se pela pessoa e desejar a sua felicidade. É cuidar e querer bem, é preocupar-se com seu bem-estar.

Amor é amizade. É companheirismo, é ter interesses e projetos de vida em comum, embora se possa manter sua individualidade também com projetos próprios.

É pensar num futuro a dois (ou a três, ou mais…com filhos, animais de estimação), mas pensar num presente e futuro juntos, guardando também as lembranças vividas – boas, ruins, engraçadas…


Amor é atração, carinho, toque, troca de olhares, abraço, beijo. É vontade de estar junto, é sentir falta quando está longe.

Embora o desejo possa não ser tão intenso como no início, ele ainda existe. Pode não aparecer espontaneamente, mas se for ativado com um jantar ou outro programa a dois, ele reacende.

A vida é dinâmica. É natural que um dos aspectos acima possa sobressair e outro ficar meio quieto e esquecido em algum momento. Quando um dos aspectos não vai tão bem, os outros podem segurar o relacionamento. Mas é importante estar atento, rever-se, olhar para si e para o outro, buscar fortalecer todos os pontos. E mais importante ainda é amar a si mesmo. Assim, é possível manter o amor conjugal, mas é preciso cultivá-lo.

“Que seja eterno enquanto dure”, ou melhor… enquanto se cultive. Então, que seja cultivado e dure eternamente.



Direitos autorais da imagem de capa: Cassie Lopez on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.