Quem ama deixa livre. Não queira controlar ninguém!



Ainda nos dias atuais, existem pessoas que pensam possuir a ”alma” daqueles que estão ao seu lado. É verdade! Pensam que são donos, que têm a posse das pessoas. Que podem proibi-las de fazer isso ou aquilo.

E tudo isso em decorrência de um sentimento chamado CIÚME.

Muitas pessoas pensam que sentir ciúmes é uma forma de provar que amam profundamente. Até que descobrem que esse pensamento transforma a sua vida amorosa num fiasco.

O fato de serem tão possessivas, em muitos casos, leva sempre a uma tragédia que termina em separação. Se levarmos a sério algumas atitudes dessas pessoas, percebemos que elas sofrem muito mais, pois acreditam ter a posse das pessoas que amam. E, não raras vezes, o sentimento que, a princípio é chamado de amor, torna-se de uma ou das duas partes, um sentimento não muito diferente daquele que nutrimos por aquelas pessoas que nos odeiam.

Temos que respeitar a independência de cada um. As opiniões serão, na maioria das vezes, divergentes. Isso é que faz com que se chegue a um denominador comum. Entretanto, em muitos casos, uma das partes assume a dura missão ou temível tarefa de abrir mão de algo para que a outra pessoa se sinta melhor.

Em outros casos, ele (a) lhe nega o direito de opinar, achando-se o dono (a) absoluto do parceiro (a), como se houvesse no relacionamento uma escravidão espiritual.

Na realidade o que vemos nessas situações, são casos de “falso” amor. Porque se a pessoa, de fato, ama, trará para sua vida, uma reflexão do sentido do amor verdadeiro.



É até exaustivo, às vezes, falarmos sobre esse assunto, mas não existe outro modo de mudar algumas coisas, se não exercermos uma forma de autodomínio. Precisamos ver nosso parceiro ou cônjuge como um aliado. E assim, mudar a história de um relacionamento, onde seremos meros coadjuvantes, pois o foco principal é o amor.

Temos que aprender que amanhã é outro dia, que no final de tudo, estaremos mudando um capítulo da história de uma vida a dois que só começou. E que cada um, independente da posição que se encontra, possa ser um participante para um “grand finale”, porque nossas vidas pertencem apenas a nós mesmos.

Normalmente, o sentimento de posse é sempre acompanhado pelo medo de perder algo ou alguém para outra pessoa. Algumas pessoas chamam de ciúme, outras encaram isso como uma prova de amor. Mas, convenhamos! Quem ama deixa livre e, principalmente, tem zelo pela pessoa amada.

Então, controle-se! Não queira controlar o outro!

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: tatyanagl / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.