“Quem chuta ou maltrata um animal é alguém que ainda não aprendeu a amar”



Os animais são a mais pura representação do amor, e é por isso que dizer que quem maltrata um animal, ainda não aprendeu a amar, não sabe o que é se conectar a alguém de uma forma pura e verdadeira.

Os animais são seres que existem neste mundo para nos fazerem lembrar de valores dos quais muitas vezes esquecemos. Eles, com sua pureza de alma, amor inesgotável e presença verdadeira, nos ensinam a amar, a valorizar as coisas simples da vida, a sempre dedicar um tempo às pessoas importantes e fazer cada dia de vida valer.

Quem tem um animal entende a vida de maneira diferente, sabe que estamos em uma jornada e que temos que aprender com todos os seres com os quais convivemos. Essas pessoas também entendem o que significa amor verdadeiro e incondicional, e procuram mostrar esse amor para o mundo da mesma maneira com que seus animais lhes mostram.

Esses seres existem para nos ajudar a sermos pessoas melhores, devemos muito a eles. Merecem todo o amor, dedicação e carinho. Os animais são a mais pura representação do amor, e é por isso que dizer que quem maltrata um animal, ainda não aprendeu a amar, não sabe o que é se conectar a alguém de uma forma pura e verdadeira.

Quando perdemos os nossos animais, é como se uma parte de nós fosse com eles. Sofremos da mesma maneira, se não mais, do que quando perdemos alguém de nossa própria família ou círculo de amizades.

Isso porque eles realmente fazem uma diferença em nossas vidas, e a sua partida causa uma ferida muito profunda em nossos corações, que apenas se torna menos dolorida com o tempo, mas nunca some de vez.

A ideia de nunca mais vermos os nossos companheiros é muito triste, mas se você é um admirador e/ou seguidor do espiritismo pode se alegrar em saber que eles têm uma visão especial sobre isso. Os espíritas acreditam que, quando os animais criam forte vínculo com seus donos, a morte não é o fim. Eles podem voltar para a mesma família, no corpo de um novo animal de estimação.

Um relato de Chico Xavier, quando ainda era vivo, conta a experiência que o médium viveu com sua cadelinha “Boneca”, que já havia desencarnado há algum tempo, mas voltou para sua vida. Confira abaixo.

Chico Xavier e sua cadelinha Boneca:

Chico Xavier tinha uma cachorra de nome Boneca, que sempre esperava por ele, fazendo grande festa ao avistá-lo. Pulava em seu colo, lambia-lhe o rosto, como se o beijasse. O Chico então dizia: – Ah Boneca, estou com muitas pulgas!

Imediatamente ela começava a coçar o peito dele com o focinho.

Boneca morreu velha e doente. Chico sentiu muito a sua partida. Envolveu-a no mais belo xale que ganhara e enterrou-a no fundo do quintal, não sem antes derramar muitas lágrimas.

Um casal de amigos, que a tudo assistiu, na primeira visita de Chico a São Paulo, ofertou-lhe uma cachorrinha idêntica à sua saudosa Boneca.



A filhotinha, muito nova ainda, estava envolta num cobertor, e os presentes a pegavam no colo, sem, contudo, desalinhá-la de sua manta. A cachorrinha recebia afagos de cada um.

A conversa corria quando Chico entrou na sala e alguém colocou em seus braços a pequena cachorra. Ela, sentindo-se no colo de Chico, começou a se agitar e a lambê-lo.

– Ah Boneca, estou cheio de pulgas! – disse Chico.

A filhotinha começou então a caçar as pulgas em Chico. Parte dos presentes, que conheceram a Boneca, exclamaram:

– Chico, a Boneca está aqui, é a Boneca, Chico!

Emocionados perguntamos como isso poderia acontecer. Chico respondeu:

– Quando nós amamos o nosso animal e dedicamos a ele sentimentos sinceros, ao partir, os espíritos amigos o trazem de volta para que não sintamos sua falta.

É, Boneca está aqui, sim, e ela está ensinando a esta filhota os hábitos que me eram agradáveis. Nós, seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nos auxiliar. Por isso, quem maltrata um animal vai contra as leis de Deus, porque Suas leis são as leis da preservação da natureza. E, com certeza, quem chuta ou maltrata um animal é alguém que ainda não aprendeu a amar.

Lindo relato! Independentemente de nossas crenças, todos podemos concordar que os animais nos ensinam a amar e a compartilharmos o nosso melhor com o mundo! Com eles, nossas vidas são mais completas e significativas!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: christingasner / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.