2min. de leitura

Quem engole muito choro corre o perigo de morrer afogado

Quando a lágrima insistir em cair, chore.



Deixe rolar. Limpe-se. Purifique o que lhe fez mal e trouxe dor.

Limpe de dentro para fora. Deixe lavar, deixe chorar. Não se julgue por isso. Não precisa se fazer de forte o tempo todo.

Só não chore para sempre.


Nenhum choro trancado, preso como um nó na garganta, faz bem. Assim como chorar por tudo e para sempre também não é saudável.

Permita-se ser sensível, mas, também, coloque-se no comando das suas emoções.

Doeu? Viva o luto, chore. Só não esqueça de determinar a si mesmo o dia e a hora que esta dor vai cessar e que sua vida vai continuar.

O mundo não para por causa das nossas dores.


Eu sei, isso é duro, mas é a mais pura e simples verdade. Enquanto você sofre, as contas vencem, as faturas chegam, os dias passam, bebês nascem, pessoas morrem…

Então, vamos chorar quando nossa alma suplica por esse desabafo, mas vamos animá-la assim que ela disser “Ok, estou pronta para outra”.

Toda dor, todo trauma e todo sofrimento traz consigo um aprendizado. Aprenda a lição e siga em frente.

Olhe para trás somente para relembrar o aprendizado e para agradecer. Permita que o passado seja um professor na sua vida, não uma prisão.

Permita-se dar a si mesmo um colo. Seja carinhoso com você

Compreenda suas limitações e seja o primeiro a dizer: “Eu sei que vai dar certo, eu vou superar mais essa”, afinal de contas, já foram tantas lutas e batalhas, não será agora que você vai se entregar, não é mesmo?!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: alonesdj / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.