Quem escalaria um pé de feijão que não se via o fim? – joão escalou!

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO!



Quem trocaria uma vaquinha que era o sustento da família, por cinco feijões mágicos? João trocou.

Quem escalaria um pé de feijão que não se via o fim? João escalou.

Quem invadiria a casa de um gigante que se alimenta de gente e roubaria um saco de ovos de ouro? João invadiu.


Quem voltaria até a casa do terrível gigante para levar ainda, a galinha dos ovos de ouro e uma harpa encantada? João voltou.

João fez tudo aquilo que achou que deveria fazer, ou que simplesmente queria fazer. Sempre me perguntei: “Qual a moral da história de João e o Pé de Feijão? Por que o menino que perdeu o único bem da família, uma vaquinha, em troca de cinco feijões, pôde invadir uma casa, roubar e ainda matar um gigante, sem que nada de mal lhe acontecesse?

Recapitulando… João era uma criança, e crianças são essencialmente boas, ele se encantou pelas palavras, feijões mágicos, que criança não se encantaria? Ele viu um pé de feijão com caminho aberto para as nuvens… Que criança não ficaria curiosa? Ele viu nos ovos de ouro a chance de tirar a família da miséria, Quem de nós não veria? Até aí, ok! Mas, o que a fábula não contou, é que o que se planta é o que se colhe. E nesse caso não estou falando do pé de feijão.


Conheço alguns Joãos… Que se deixaram seduzir pelos feijões mágicos, escalaram o pé de feijão sem olhar pra baixo, correram muitos riscos, mas, saiba, não venceram o gigante e muito menos ficaram com a galinha dos ovos de ouro ou a harpa. Ficaram, na verdade, sem nada, sem recomeços, sem sequer uma esperança.

A droga chega assim na vida das pessoas: como feijões mágicos, que levam qualquer um as alturas, transformam a vida em uma aventura, apagam frustrações, mas isso, só no prefácio do conto. Não acredite nessa fábula, nem no primeiro parágrafo. Somos muito importantes pra trocar a nossa “vaquinha” por feijões mágicos. Não vale a pena, nunca, nem por um segundo!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.