Quem honra o passado constrói um futuro bem-sucedido

Quando cuidamos bem do nosso passado e tratamos com amor quem começou a nossa história, construímos o nosso próprio futuro.

Vi um vídeo emocionante, no qual um rapaz cuida tão bem da avó, dando carinho à velhinha que se encontra acamada e necessitada de afeto. Na imagem, o dedicado jovem abraça a avó, beija o seu lindo rostinho enrugado e se emociona, admirando-a e buscando alegrar o seu dia. Canta junto com a sua avó as músicas preferidas dela, como forma de levantar o seu astral.

O curioso é que abaixo do vídeo há inúmeros comentários das pessoas impressionadas com o jeito amoroso do moço! Veja a que ponto a nossa sociedade chegou! Hoje em dia, ser uma pessoa amorosa, educada, gentil, afetuosa e que apenas está cuidando bem de um idoso parece algo nostálgico ou simplesmente é uma coisa do passado, que nos traz emoção e saudade de um tempo bom que ficou para trás!

Como assim, gente? Cuidar bem de nossos familiares não pode se tornar motivo de recebermos parabéns e nem algo que merece ser elogiado.

Na minha família temos vários idosos com mais de 100 anos (minha avó vai fazer 109 anos) e aprendemos com eles que o nosso presente é só um reflexo do nosso passado.

Diariamente pedimos benção aos nossos idosos, beijamos as suas mãos como forma de honrar a sua presença, ouvimos as suas histórias repetidas pela milésima vez, com paciência, amor, respeito, atenção, damos risada de algo que já escutamos incontáveis vezes, evitamos tocar em assuntos negativos que trazem lembranças tristes e oferecemos aos nossos idosos o melhor de nós, para que eles se sintam felizes.

Porque quando cuidamos bem de nosso passado e tratamos com amor quem começou a nossa história, construímos o nosso próprio futuro, deixando na Terra uma marca de valor duradouro e que manterá a nossa tradição viva para sempre, através de outras sábias gerações que darão continuidade aos nossos bons costumes.

Enfim, o idoso não é um objeto sem valor que você joga em um canto porque ele não lhe serve mais. O idoso é, na verdade, o rastro dos passos que a sua origem deu para que você chegasse onde você está agora.

Quando você não cuida bem de seu passado, esse seu descaso é como uma borracha que apaga a memória de sua própria história.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / creativefamily



Deixe seu comentário