4min. de leitura

Quem muito se ausenta, pode estar precisando de uma ligação, de um abraço e de amor

Uma pessoa que se ausenta nem sempre merece a nossa indiferença, muito pelo contrário, pode estar precisando de atenção, amor e carinho.


Os ditados populares costumam guardar muita sabedoria, despertam em nós a reflexão e nos fazem questionar nossos próprios comportamentos. No entanto, algumas vezes eles precisam ser readaptados, para que possam se encaixar na realidade.

Um dos ditados sobre o qual precisamos refletir é o famoso: “Quem muito se ausenta uma hora deixa de fazer falta.”

Ele passa uma mensagem forte e quem em muitos casos é real, mas que não pode ser tratada como verdade absoluta.

É um fato que as pessoas que não fazem questão de estar perto de nós em algum momento deixam de nos interessar, porque ninguém gosta de ficar insistindo em um relacionamento unilateral. Mas antes de julgarmos a outra pessoa como tóxica ou egoísta, devemos tentar compreender o que está causando esse distanciamento.


Muitas vezes uma pessoa não se afasta porque não tem mais interesse em nós, ou porque já conseguiu o que queria conosco, e sim porque está enfrentando um momento muito difícil em sua vida e não sabe lidar com ele, ao mesmo tempo que não quer ser um peso para aqueles ao seu redor.

Ausência nem sempre significa desinteresse, pode significar tristeza, confusão, sofrimento.

Uma pessoa que se ausenta nem sempre merece a nossa indiferença, muito pelo contrário, pode estar precisando de atenção, amor e carinho.

Precisamos aprender a enxergar além das aparências, além das suposições. Precisamos abrir os olhos do coração e compreender os sentimentos das pessoas ao nosso redor.


Ao invés de julgarmos alguém, que por algum motivo decidiu se afastar, nossa primeira reação deve ser sempre nos colocar em seu lugar, chamar para conversar e oferecer um ombro amigo. Muitas vezes a única coisa que uma pessoa precisa é de um pouco de atenção e cuidado.

Cada pessoa reage de uma maneira aos acontecimentos da vida. Não podemos esperar que todos sejam como nós. Nem todo mundo consegue falar abertamente sobre seus problemas e buscar conselhos em seus amigos. Para alguns é mais fácil voltar-se para dentro, e está tudo bem, isso não os torna inferiores.

Aprenda a olhar com mais empatia para as pessoas ao seu redor. Tenha a sensibilidade de perceber que o afastamento pode ser um sinal de algo mais sério.

Quem muito se ausenta nem sempre deixou de se importar, pode estar apenas precisando de um pouco de amor, cuidado e atenção. Não se prenda aos julgamentos, abra a sua mente e o seu coração para aceitar o outro como ele é.


Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Vladimir Volodin/123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.