Quem nunca teve a sensação de vazio dentro de si?

4min. de leitura

Quem nunca teve a sensação de vazio dentro de si? Aquele aperto no peito, uma certa angústia que você não sabe exatamente de onde vem…

Particularmente, acredito que essa sensação ocorre próximo, durante e imediatamente depois que algumas rupturas acontecem. É uma perda que não se sabe ao certo mensurar e qual a capacidade de estrago (ou não) que ela pode trazer.



Um fim de relacionamento, um amor perdido, a morte de alguém muito querido, a saída de um filho de casa, um revés ou demissão, uma briga com amigo ou simplesmente uma descoberta que você faz sobre essas situações que fugiram do que você tinha construído dentro de si.

Sentir-se assim não é demérito de ninguém. Talvez faça parte de um “luto” que precisamos passar para aceitar a mudança, o “status quo” de alguma coisa ou situação.

Concordo que a sensação de medo que às vezes acompanha o vazio é pesada e nos angustia mesmo. Faz parte. Bola para frente!

Assisti no Youtube um vídeo da Jout Jout Prazer (Julia Tolezano, apelido Jout Jout – blogueira e jornalista) falando sobre um livro a “A Parte que Falta” ilustrado e escrito pelo americano Shel Silverstein (1930-1999). Aliás, vi em vários posts de amigos no facebook. Se tiver oportunidade e ainda não assistiu, vai lá. Vale a pena! Emocionei-me, chorei, parei e refleti. Ouvi de novo e a vontade é a mesma da Jout Jout, sair distribuindo para pessoas queridas um deles com uma baita dedicatória!


Mas o que isso tem a ver com a sensação de vazio?

Depois que vi este vídeo pude compreender um pouco mais essa questão da sensação de vazio. Sempre a tive em várias situações de minha vida.

Às vezes, vem forte; às vezes, de forma amena. Mas ela sempre dá uma “passadinha” por aqui. Acredito que por ser muito sensível e emocional é que ela se achega e me procura. Mas não deixo de gostar dela, não a odeio e não quero que ela deixe de vir. Nem que seja para um breve cafezinho!

Buscamos sempre estarmos e ou sermos completos. Mas por quê? Queremos sempre mais! De novo, minha opinião: Isso é insanamente maravilhoso! Estar em constante movimento. Numa busca que não para. Isso é vidaFaça por merecer!


O importante é não desgostar do que se tem. Valorizar, sem se acomodar!  E está liberado para buscar mais!

Tenho situações que hoje paro e olho para trás e gostaria de reverter, costurar, mudar o “rumo da prosa”. Situações essas que depois me trouxeram essa tal sensação de vazio. Sinto, sim, “falta.com.br”… de amigos, de situações e situações…

Mas novamente reflito: se tivesse sido diferente, como estaria no hoje? Portanto, tenho comigo quase como um mantra: Nada acontece por acaso. Ninguém entra na vida de ninguém por acaso.

E você, já teve essa sensação de vazio? Como lidou com ela?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O segredo: frugo / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.