Nascemos com um grande tesouro, tão vasto, tão grandioso que é inexaurível. Mas vivemos em tão grande pobreza porque nunca cavamos até o fundo de nosso ser. Procuramos em outros lugares.



Esse é o detalhe mais estranho no homem: ele procura em todos os lugares, está disposto a ir ao monte Everest, está disposto a ir à lua, mas não está pronto para entrar em si mesmo.

No momento em que você diz: “Explore seu interior”, as palavras não são ouvidas. Mas é lá dentro que está o tesouro. Vivemos carregando o tesouro, porém continuamos como pobres.

Sua realidade está em seu interior, e você a procura fora.


A primeira exploração deve ser feita interiormente. Se você não a encontrar lá, é claro que poderá explorar o mundo todo.  Mas isso nunca acontece. Aqueles que procuram dentro sempre encontram.

Névoa dourada

Artigo Anterior

O poder maravilhoso do seu subconsciente

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.