publicidade

Quem puxa saco, puxa tudo, inclusive o tapete!

Eu não quero mais ouvir mentiras de ninguém!



Cansa sustentar sorrisos, segurar lágrimas. Afirmar, várias vezes ao dia, “estou bem”. Interpretar o papel de “sou forte” exige um autocontrole anormal. É difícil seguir em frente, quando o passado ainda atua-se no presente.

Beber para esquecer, se ocupar para não lembrar. Sair correndo sem destino, tropeçar nos próprios passos. Tentar acertar e até se esforçar, mas deixar a desejar. Se entregar, mas saber que poderia ser melhor.  Sentir-se incompleto ou incapaz. Manter uma crença inabalável no amor em cada amanhecer.

Quem puxa saco, puxa tudo, inclusive o tapete!

E aí, você passa horas tentando ajudar o outro, estendendo as mãos, se preocupando, buscando soluções e, quando você precisa, sente-se sozinho. Nesse mundo, o que tanto me assusta é a injustiça e ingratidão.


Pessoas insensíveis e egoístas. O ser humano é ganancioso. Incrível a maneira como se transformam quando precisam de qualquer coisa ou possuem interesses. Hoje em dia, vivemos na superficialidade de palavras e promessas.

É, praticamente impossível, sabermos o que é realidade ou ilusão. E então, o que eu te peço é cuidado.

Escolha a dedo aqueles que te querem bem. Mude, cuide apenas de quem se importe, verdadeiramente, com você. E todos aqueles que aprendemos a confiar, com uma facilidade bem maior, aprendemos a desconfiar também.


Uma hora as máscaras caem, e você descobre que por trás dos rostos bonitos, existem terríveis monstros, sem sentimentos, frios e irracionais.

Sinceramente, eu prefiro um “dane-se” de coração, do que um “eu te amo” da boca para fora. Mas acredite, que no meio de tanta falsidade e crueldade, ainda existem pessoas que valem a pena.

Que façamos a nossa parte e sejamos uma delas…

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.