4min. de leitura

Quem você gostaria de ser? Faça algo a respeito!

Quem você gostaria de ser?

De acordo com as estatísticas, nunca antes se viu tanta gente frustrada e infeliz com a própria vida e com quem é. E existem N fatores para esse “fenômeno” da angústia e do vazio existencial. Fatores como a pressão imposta pelos meios de comunicação, tais quais, propagandas na TV, novelas e revistas o tempo todo te dizendo quem você deve ser, como deve ser e como deve agir e influenciando a cabeça de meninas desde a infância é algo que realmente tem o potencial de deixar as pessoas enlouquecidas atrás dessa felicidade ilusória que parece ser alcançada através de uma vida perfeita.


Hoje eu fui questionada se eu sou feliz. E nossa! Me passou um filme pela cabeça e eu só conseguia pensar que sim, eu sou feliz. Mas também lembrei de você que está lendo isso e não se sente da mesma forma pelos mais variados motivos, seja porque está insatisfeita com seu corpo, sua aparência, seja porque trabalha em algo que não te faz feliz, seja porque está em um relacionamento abusivo ou que não te permite desenvolver seu potencial ou até mesmo por questões de saúde e problemas financeiros.

Eu gostaria de te dizer que você não está sozinha. Eu sei também que pensar que existem pessoas em situações piores que a sua não serve como consolo. Mas o que eu quero dizer com isso é: FAÇA ALGO A RESPEITO!

Tome providências. Você não é uma árvore. Talvez você possa me dizer que não está em condições de fazer algo a respeito do seu problema, sendo assim então te digo, mude então a maneira como você reage a esse problema. Porque problemas existem para que você os resolva. E se a questão se repete então pare e olhe com cuidado porque tem algo sendo dito ali, algo que você ainda não sabe está escondido sob esse problema.


Resolva ele e esteja pronta para o próximo desafio. E não se culpe. Isso não vai te ajudar a ser mais feliz, pelo contrário, só vai te botar pra baixo e reduzir a sua capacidade de raciocinar a respeito da questão.

Ficar abatida, com raiva do mundo porque você acha que não tem motivos pra agradecer é puro desperdício de energia. O mundo não vai parar e passar a mão na sua cabeça para te consolar. Você precisa levantar e fazer as devidas mudanças. Tem medo da mudança? Mude aos poucos. Mude a rota até o trabalho. Mude de ambiente, conheça lugares novos. Ande de bicicleta pela sua cidade. Ajude alguém. Escute outro tipo de música. Crie o hábito e gostar da mudança, de amar o desafio. Pense nas qualidades que quer desenvolver, anote-as e trabalhe em cima disso. Anote também pequenos objetivos, que somados levarão você a outro patamar. Pare agora, pegue um papel e uma caneta e se pergunte:

Quem você gostaria de ser?






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.