Querido Deus, sem alarde, oro e vigio. Agradeço e confio. Que todo mal se afaste de mim.

Querido Deus, vim aqui agradecer por tudo. Pelo dia e pelo espetáculo da vida que, muitas vezes, deixei de enxergar, por pensar demais em meus problemas, por não abrir tanto o olhar assim para o infinito, por não reparar nas pequenas coisas que advém da sua luz.

Vim aqui dizer-lhe que hoje é outro dia, outro ciclo, outro recomeço.

Talvez seja um tempo de renovação e mais luta, para que a paz vença os dias mais conflituosos, talvez seja hora de desabotoar o que fica retesado aqui dentro, para que o curso da vida flua, sem tantos perigos imaginários ou dores desnecessárias.

Não estou aqui para me queixar nem para lhe pedir nada; ao contrário. Estou aqui para agradecer a nova chance que recebi. Pois cada dia que aprendo, cada dia que deixo para trás minhas mágoas, meus ressentimentos e tudo que não serve de bagagem, eu sigo como se embarcasse em outra viagem.

Há coisas que não devem se alastrar no coração, na alma, no corpo físico. Há coisas que o tempo leva, há coisas que ele traz na velocidade dos sentimentos ou na calmaria de quem só quer viver.

Querido Deus, muita coisa já não me faz falta, assim como outras, que apenas quero guardar no peito como recordação de tudo que um dia senti de maravilhoso e cúmplice.

O hoje está valendo porque é novo, fresco; é renascimento dos meus desejos e perdão para tudo que me machucou.

Dentro do exercício diário de aprender a entender as Leis da Vida, compreendo-me mais, parei de questionar a visão do outro por não pensar igual, por não ser dona do que cada um sente.

Apenas respeito, apenas vivo o que preciso, mantendo meu interno em reajuste.

Grata pela fonte de fé que me traz alento, pela esperança que me acolhe e pela cura que alivia.

Minha doutrina vem do que eu quero para mim. E eu só busco ser melhor. Impossível ficar ausente diante de tantos ensinamentos, de tantas coisas que um dia achei injustas, mas que o poder do tempo tratou de reajustar.

Toda prova e expiação é necessária para que, de alguma forma, eu me fortaleça.

Querido Deus, abençoe meu caminho e me guie até os vales da luz.

Que eu não me gabe, não me exponha, mostrando o que não possuo ou não seja. Que eu me repreenda, que eu aprenda a calar, a ouvir, a extravasar, como alguém que não sabe ser perfeita, que também sofre e também precisa de auxílio e atenção.

Sem alardes, sem desespero, oro e me vigio. Agradeço e confio. Que todo mal se afaste de mim.

Assim seja!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: designpics / 123RF Imagens



Deixe seu comentário