Animais

Rapaz resgata “cãozinho” em estrada e se surpreende ao descobrir que na verdade era uma raposa

capa site Rapaz resgata caozinho em estrada e se surpreende ao descobrir que na verdade era uma raposa

O jovem, que se identifica como Marcy nas redes sociais, surpreendeu-se quando descobriu que o cãozinho que tinha resgatado era na verdade uma raposa.

Existem inúmeros animais em vulnerabilidade atualmente, sejam eles silvestres ou domésticos. Para os considerados selvagens, o problema gira em torno da caça ilegal — quando permitida na região —, do desmatamento, e do esgotamento dos recursos naturais depois da exploração do solo. Em relação aos animais domésticos, boa parte deles sofre com o abandono, sendo deixados à própria sorte em qualquer local.

De uma forma ou de outra, é possível compreender uma constante nos dois casos: é preciso haver pessoas dispostas a lutar pelo direito dos animais e pela conservação da fauna e da flora dos países, deixando de lado a comercialização e o lucro excessivo em áreas que outrora já foram um importante ponto de refúgio para inúmeras espécies. Muitos países passam por isso, o Brasil, Estados Unidos, Austrália, e quantos outros não aparecem nos noticiários, sob manchetes de calamidade?

Isso é porque realmente são calamitosas as notícias, sempre envoltas numa densa fumaça da exploração de recursos naturais. Dessa forma, sempre o elo mais fraco das relações acaba sendo prejudicado, no caso, os animais mais vulneráveis. Muitas pessoas entram nessa cadeia de fatores tentando minimizar o sofrimento de várias espécies, ocupando-se do seu resgate, alimentação, cuidado e com a recuperação, até que possam retornar ao seu hábitat.

2 Rapaz resgata caozinho em estrada e se surpreende ao descobrir que na verdade era uma raposa

Direitos autorais: reprodução Twitter/ @marcy_com

No caso do jovem que se identifica nas redes sociais como Marcy, a intenção foi boa, mas ele acabou cometendo um pequeno equívoco. De acordo com seu relato no próprio perfil do Twitter, ele encontrou um filhote de cachorro à beira de uma estrada, no Japão, e decidiu ajudar o animal, resgatando-o. A atitude do rapaz foi admirável, afinal quantas pessoas que você conhece pegariam um pequeno animal indefeso numa estrada?

Mesmo sendo louvável sua atitude, o rapaz não contava com o que aconteceria. Assim que resgatou o pequeno, ele usou as redes sociais para informar que tinha encontrado um filhote de cachorro na estrada, tentando encontrar seu possível dono ou quem sabe um local onde deixá-lo. Mas Marcy se surpreendeu com sua publicação inundada por comentários avisando que aquele animal não era um cachorro, e sim uma raposa.

Ele já tinha até mesmo batizado a “cachorrinha” de Luna, mas levou um susto com a descoberta. Em muitos países — e o Japão é um deles —, é ilegal manter animais silvestres em ambiente doméstico, a menos que exista uma autorização dos órgãos reguladores para isso, algo que Marcy não tinha.

Descobrindo que Luna não era um pet, ele decidiu levá-la a um centro especializado, para que, posteriormente, fosse encaminhada a um local adequado. Nas redes sociais, muitos usuários “tiraram onda” com o rapaz, já que ele não sabia a diferença entre um cachorro e uma raposa.

3 Rapaz resgata caozinho em estrada e se surpreende ao descobrir que na verdade era uma raposa

Direitos autorais: reprodução Twitter/ @marcy_com

A pequena Luna foi levada para o zoológico North Fox Farm, um notável santuário de raposas que fica em Hokkaido, no Japão. Marcy publicou no Twitter que ela ainda é muito nova para se defender, assim pode ser um prato cheio para os predadores. Como não se sabe o paradeiro da mãe da raposinha, ela infelizmente não pode viver na natureza até atingir a idade adulta, assim terá tempo para aprender aos poucos como procurar comida e se proteger. Os trabalhadores do santuário são especializados e sabem como lidar com raposas de todas as faixas etárias, assim podem conduzir a pequena nesse período em segurança.

O amor de Marcy por Luna é visível, tanto que ainda usa em suas redes sociais as fotos da raposinha.

0 %