3min. de leitura

Reclamar demais torna o seu discurso inútil. aprenda a provocar a mudança!

Reclamar demais torna o seu discurso inútil. 

Acontece de você querer expressar os seus sentimentos em relação a algum fato ou situação, e o seu parceiro não lhe dar ouvidos? Na verdade, ele lhe dá as costas e você se vê “falando para as paredes”, fazendo um discurso inútil. Você se identifica?



Talvez você precise aprender a “comer o prato frio”, ou seja: aguardar a oportunidade ideal para trazer o assunto à tona, quando a sua fala vai ter importância e a sua argumentação fará realmente efeito, tornando-se produtiva.

Você sempre estará falando em vão quando o outro estiver: com sono, estressado, irritado ou sob efeito de bebida alcoólica. Não adianta falar durante ou logo após o desentendimento, quando as coisas ainda estão quentes. Contenha-se nessas circunstâncias, “deixe o prato esfriar”. Você cala para “ganhar voz”, depois.

A frequência com a qual reclama, banaliza a sua narrativa. Se você precisa gritar para se fazer ouvir, ou segue o outro pelos cômodos da casa, enquanto fala, a sua voz não tem força alguma.

Seja comedido na maior parte do tempo, e quando agir fora desse padrão, o outro levará a sério o que tem a dizer.


Se o assunto se refere a algo recorrente, deixe-o reincidir, pois isso só vai embasar e validar o seu discurso. Planeje uma abordagem inteligente e bem fundamentada para o momento conveniente. A hora certa de se expressar tem um clima favorável e, normalmente, é quando tudo está em paz. A oportunidade pode se fazer, ou você pode criar a oportunidade. Esteja preparado.

Se o seu objetivo é tornar a conversa eficaz, construtiva, com maiores chances de bom êxito, não se precipite.

A sua ansiedade lhe faz jogar palavras ao vento. Seja coerente, use de bom senso e, sobretudo, fundamente a sua argumentação com fatos.


Assim, você terá mais facilmente o respeito, a compreensão e a colaboração da outra pessoa.

__________

Direitos autorais da imagem de capa: innovatedcaptures / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.