Notícias

Regina Duarte reposta foto de mãe exausta fora de contexto e revolta seguidores: “Pesquise antes”

Regina Duarte reposta foto de mae exausta tamanho site

A atriz Regina Duarte repostou uma foto que se tornou viral em 2016.



Na imagem, uma mãe aparece usando o celular sentada em uma cadeira, no saguão de um aeroporto, enquanto seu bebê, aparentemente com, no máximo, 3 meses, estava deitado sobre um pano ou uma fralda no chão. Há ainda uma frase de Albert Einstein: “Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapasse nossa interação humana e o mundo terá uma geração de idiotas”.

Na legenda do post, em seu perfil nas redes sociais, Regina sugeriu: “…tá chegando o dia que Einstein temia…?”, e completou com as hashtags: #tecnologia, #escolhas, #idiotizaçãoemmassa e #familia.

Nos comentários, muitas pessoas criticaram a atriz. “Deveria ir atrás do que aconteceu mesmo, antes de julgar. Já li essa materia antes, e não é nada disso que os juizes apontam”, escreveu uma. “Regina, esta cena já foi muito discutida, e essa mulher julgada e condenada por juízes de internet. Se você souber a realidade desta cena, você apagaria este post. Pesquise antes”, orientou outra. “Esta foto já foi explicada por esta mãe, e as pessoas insistem em publicar falando asneiras”, disse mais uma. “Não foi bem isso que aconteceu e é preciso ter cuidado antes de postar fake news”, escreveu uma quarta pessoa.


A história por trás da foto

No entanto, poucos sabem a história por trás da foto. Na época, a companhia aérea Delta Airlines se responsabilizou pelo ocorrido. A empresa sofreu uma falha no sistema de informática, que levou vários passageiros a enfrentar longas esperas. Uma das mais simbólicas acabou sendo a da norte-americana Molly Lensing, que aparece na foto viral. De acordo com uma reportagem publicada no site myAJC, de Atlanta, nos Estados Unidos, a mulher estava viajando sozinha com a filha de 2 meses. O clique que viralizou foi feito no Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson, em Atlanta, onde ela esperava por uma conexão há dias.

“A viagem deu errado desde o início e ficou pior”, diz a reportagem. O voo de Molly, marcado para uma segunda-feira, foi cancelado. Então, o que foi reagendado para terça atrasou por seis horas, o que fez com que ela perdesse sua conexão em Atlanta. Então, ela esperou até a meia-noite por outro voo, que foi cancelado de última hora. Depois disso, ela ficou até as 4h30 da manhã no telefone com a companhia aérea, tentando resolver o problema.

No final, disseram a ela que não havia mais vouchers para custear a noite em um hotel próximo. Por isso, ela precisou dormir no chão do aeroporto com o bebê. Na quarta-feira de manhã, ela deu entrevista à um repórter, enquanto trocava a fralda da filha no chão, e disse: “Ainda bem que eu trouxe muitas fraldas”. Seu voo tinha sido reagendado para quinta-feira, mas, cansada de esperar, ela trocou mensagens com os pais dela pelo celular, tentando organizar para que eles fossem buscá-las de carro. Ou seja, ela estava dormindo com a criança no chão, mas acordou antes e se sentou para tentar resolver o problema.


A Delta Airlines disse que está trabalhando para reverter sua imagem diante dos clientes, mas não divulgou nenhum ressarcimento específico a Lensing. Enquanto isso, vale lembrar que julgar pode ser mais fácil do que entender que há um contexto por trás de cada situação.

Ludmilla deposita R$ 500 para fã comprar gás de cozinha

Artigo Anterior

Mãe de Alice, a menina das palavras difíceis, esclarece fake news sobre fama da filha

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.