ColunistasEspiritualidade

Reiki arquetípico – o caminho da cura espiritual

REIKI ARQUETÍPICO capa e dentro

Para entendermos melhor o que vem a ser Reiki Arquetípico, vamos primeiramente partir do conceito raiz: Reiki é um sistema de cura milenar e tem como seu fundador o sábio e virtuoso Mikao Usui Hayashi.



Rei significa Espírito de Deus, e Ki, energia vital.

O Reiki Arquetípico oferece a tradição milenar da meditação, orientação e terapia aliada à cura por meio do (re) equilíbrio dos chacras, auxiliando a obtenção de uma melhor saúde física, emocional, mental e espiritual. Tem como objetivo, o direcionamento, encontrando um ponto de equilíbrio para alcançar um nível de mestria no trabalho criativo pessoal.

Para Carl Jung as “imagens primordiais” – outro nome para arquétipos – se originam de uma constante repetição de uma mesma experiência, durante muitas gerações. Eles os arquétipos são as tendências estruturantes e invisíveis dos símbolos. Por serem anteriores e mais abrangentes que a consciência do Ego, os arquétipos criam imagens ou visões que balanceiam alguns aspectos da atitude consciente do indivíduo.


Os Arquétipos funcionam como centros autônomos que tendem a produzir, a repetição e a elaboração dessas mesmas experiências. Eles se encontram entrelaçados na Psique, sendo praticamente impossível isolá-los, bem como a seus sentidos.

Porém, apesar desta mistura, cada arquétipo constitui uma unidade que pode ser apreendida e é importante ressaltar, que os arquétipos não possuem formas fixas ou pré-definidas sendo dessa forma específico para cada momento e é pessoal.

O Caminho do Reiki Arquetípico é, portanto, um mapa da evolução espiritual arquetípica. O seu objetivo é integrar diferentes partes do Eu, unificando as forças de energias opostas contidas no indivíduo para que haja a aceitação como um todo: mente, corpo, coração e alma.

O Caminho do Reiki Arquetípico ajudará a reconstituir a jornada evolutiva seguindo o arquétipo (carta) de cura que se manifestou. E essa manifestação pode se dar de qualquer forma concretamente na vida pessoal como, por exemplo, os sincronismos. Estes representam as lições que precisam ser aprendidas e cada uma exige uma cura para o alcance de sua totalidade.


Aprendi a amar o som dos meus passos quando me afasto de tudo o que me faz mal!

Artigo Anterior

Que se dane meu jeito inseguro!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.