Relacionamentos saudáveis começam pelo saudável relacionamento com a gente mesmo



27/09/ 2012 – Amor requer treino

Muita gente se questiona: Por que será que tenho ‘mão errada’ para escolher relacionamentos amorosos?

Por que será que acabo sempre me apaixonando por pessoas que trazem destruição à minha vida? Como tudo, o amor também precisa de treino. Alguém começa a vida amorosa sem erros?

Não, é claro. Mas a questão é um pouco mais profunda. A vida é mais saudável e fluida quanto mais a pessoa SE conhece. A ignorância sobre si próprio sai caro e este é apenas um dos ‘preços’.

Sabemos que o aprendizado sobre si próprio é um processo inerente à existência. Fica muito, mas muito mais difícil devido a esta condição de praga biológica em que ainda vivemos. Neste cenário, com baixa autoestima devido a valores e crenças bastante equivocados, e automaticamente impostos sob coação, desde praticamente o nascimento, vamos precisar de MUITO treino.

Algumas raras pessoas, mais lúcidas e/ou menos sujeitas a desqualificações sobre si próprias, vão SE perceber antes que outras, menos lúcidas e/ou mais sujeitas às desqualificações sobre si próprias. Quem se apaixona por pessoas “erradas” ainda não SE ama.

De qualquer forma, não é um processo imediato, dá trabalho, e quem não se der a este trabalho acaba trabalhando dobrado.

Na hipótese de se negar a este trabalho, pode passar a vida conhecendo muito pouco sobre si próprio e isto é mais comum do que imaginamos. Atraímos SEMPRE pessoas CERTAS para as nossas vidas, exatamente como elas são, porque PRECISAMOS dessas relações para, entre outras coisas, nos conhecermos melhor, crescermos, nos tornarmos melhores.

Equívoco após equívoco, vamos aprendendo e errando menos. Aceitar isto pacificamente é um grande acerto.



Quanto mais nos conhecemos, mais sabiamente utilizamos o saudável “filtro relacional” que não segrega pessoas, mas que nos revela o grau de afinidade entre nós e os outros e, a bem da saúde relacional, evidencia a “dosagem” de convívio saudável.

Esta percepção não acontece de forma racional, é pelo sentimento. Quando fazemos isto de forma racional caímos no preconceito.

É pela capacidade de empatia, que pressupõe antes aautopercepção, que vamos nos habilitar a perceber o outro.

Relacionamento, como tudo, é treino. Se alguém vive asfixiado e coagido a treinar pouco ou a “acertar” logo, vai precisar de mais treino. Entre outras coisas, espiritualidade não dogmática, terapia, conselho de bons amigos, uma boa leitura da carta astrológica, prática de alguma modalidade artística onde a expressão seja prioridade, leituras e principalmente meditação são elementos que ajudam muito no tão saudável desenvolvimento do autoconhecimento. É essencial manter o foco no afeto!

Relacionamentos saudáveis começam pelo saudável relacionamento com a gente mesmo.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / csuwatikul






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.