ColunistasReflexão

Relaxe, porque a força está na paz!

RELAXE PORQUE capa e dentro

MEDO E FRAGILIDADE – 16/07/2012



Há uma tensão constante no músculo do diafragma que parece não querer/poder relaxar. Boa parte dessa tensão acontece pelo temor às ameaças imaginárias iminentes.

É um medo que parece precisar estar lá, instalado, alerta e à espera do ataque que, quando e se chega, a pega desprevenida, mostrando assim a inutilidade do estado de alerta que, de tão constante, se tornou rotineiro e “cego”.

Há um medo inútil instalado culturalmente. É esse medo que está lá, sem que o percebamos, de que se aproveitam os vendedores de segurança. Essa “segurança” que não nos imuniza de nada, porque quando acontece o que se temia, vemos que o medo só serviu para nos paralisar.


É a adrenalina constante que não nos dá mais a noção de contraste entre relaxamento e tensão porque, paralisados, não agimos, apenas reagimos, e isso nos destrói.

Há que relaxar o diafragma. Respirar a liberdade. Manter o estado de paz, porque é este estado que nos faz distinguir perigos reais de imaginários. Assim podemos responder às situações e não reagir como passageiros de nossos detritos emocionais.

É dessa forma que a paz nos torna mais fortes.

É o relaxamento perceptivo que nos devolve a nós mesmos.


Relaxe, porque a força está na paz.

____________

Conheça um pouco mais do seu trabalho acessando: Youtube  – Conteúdo do Livro: Foco No Afeto 


Tenho o pressentimento que um dia tudo irá se encaixar…

Artigo Anterior

A diferença entre adorar e amar explicada em ‘’o pequeno príncipe’’:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.