Notícias

“Representou para mim um ‘pãe’ tão atencioso, carinhoso e dedicado”, desabafa Thales Bretas

Em homenagem à Paulo Gustavo, Thales se manifestou nas redes sociais publicando uma foto dele vestido de Dona Hermínia, enquanto segurava um dos filhos.



A recente perda de Paulo Gustavo, na última terça-feira, deixou as emoções do Brasil inteiro à flor da pele, enlutados por ver partir um dos maiores artistas da contemporaneidade. Thales Bretas, seu marido, compartilhou a foto de Dona Hermínia, personagem famosa que o marido fazia, segurando um dos filhos do casal, como forma de homenageá-lo.

Na legenda da publicação, Thales disse que ali naquela imagem tinham as duas maiores mães de sua vida. Dona Hermínia, que representava para ele um “pãe” muito atencioso, carinhoso e dedicado aos filhos.

Ele ainda revelou que o marido tinha o hábito de levar Gael ao set de filmagem e amamentá-lo durante as pausas, mostrando justamente esse zelo que tinha pelos meninos. A outra homenagem ficou para sua mãe, Solange Bretas, em uma fotografia que estampava o primeiro encontro que teve com os netos.


Ele disse que tem a certeza de que recebeu o melhor que ela podia oferecer, sendo presente e muito amorosa o tempo todo. A publicação recebeu muitos comentários carinhosos dos fãs, amigos e familiares, que fizeram questão de se fazer “presentes” neste momento de muita dor.

De acordo com reportagem do G1, a inspiração para a personagem Dona Hermínia veio da própria mãe de Paulo Gustavo, Déa Lúcia, buscando externar um pouco da personalidade explosiva e cativante que ela sempre teve. Ela se pronunciou pela primeira vez, agradeceu a todos que enviaram mensagens amorosas, e reforçou que prestem muita atenção aos cuidados para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Direitos autorais: reprodução/Instagram.

Paulo Gustavo morreu vítima de complicações da covid-19, depois de relatar diversas vezes a amigos próximos o receio que tinha de contrair a doença. Ela pediu que todos usassem máscaras, e disse que é eternamente grata às mensagens e orações que tem recebido.


Por fim, ela desejou que Jesus abençoasse cada um que teve a delicadeza de entrar em contato para passar uma palavra de conforto. Dona Hermínia surgiu nos palcos a primeira vez em 2004, na peça “O Surto”, sendo muito apreciada pelo público na ocasião.

Ela tornou a aparecer na peça seguinte, “Infraturas”, que estrelou com Fábio Porchat. Assim que percebeu que a personagem era ovacionada pelo público, Paulo decidiu criar um espetáculo só para ela, mas sua mãe não aprovou a ideia imediatamente, acreditando que poderia não dar certo.

Direitos autorais: reprodução/Instagram.

Mas deu certo, e naquele ano o monólogo escrito por Paulo foi indicado ao Prêmio Shell. A aceitação partiu justamente do reconhecimento do público com a mãe engraçada, superprotetora e que vive pela família. Dona Hermínia ganhou as telonas, e três adaptações, somando mais de 26 milhões de ingressos em sete anos.


Juíza usa poema de Carlos Drummond para determinar que filhos arquem com gastos da mãe

Artigo Anterior

Luis Felipe Manvailer é condenado a 31 anos de prisão pelo assassinato de Tatiane Spitzner

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.