Resiliência: a essência! – Quem nunca perdeu seu chão na vida que atire a primeira pedra!

Quem nunca perdeu seu chão na vida que atire a primeira pedra! 

Quantas vezes a vida é inconstante e incerta?! Eu diria que a todo tempo! Nunca   sabemos o que nos espera a cada curva, a cada dia, ou a cada segundo.

Não sei se o tempo é mais inconstante do que o próprio ser humano, mas qual seria o brilho da vida se não fosse a oportunidade de todas as voltas que o mundo pode dar?

Cada um com a sua parte no universo, sua função, seu lugar, seu espaço. O dia e a noite nascem todos os dias; o sol e a chuva. Tudo se complementa, o ar que  respiro, preciso da árvore que brota, a água que bebo, preciso, do céu em chuvas.

Tudo e todos tentando ser fortes, viver e sobreviver a cada canto do mundo e, muitas vezes, florescer exige passar por todas as estações.

A grandes conquistas são acompanhadas de muitos nãos, erros, dúvidas, obstáculos e superações que nos transformam e nos fazem caminhar para o amadurecimento o autoconhecimento, tirando as escamas do que nos deixa cegos.

A necessidade de aprovações nos torna reféns, construindo uma cadeia de hipocrisias, cheias de máscaras para atuar e impressionar, oferecendo aquilo que as pessoas gostariam que você fosse, e não quem realmente é, perdendo assim o som do  coração que já deixou de bater há muito tempo pelo seus próprios sonhos, ideais, e a vida.

Resiliência é uma forma mais autêntica de resistir às pressões, aos medos, decepções, aos julgamentos de tudo que não faça você transbordar de si mesmo.

A prisão está em nossa própria mente, ela é muito mais do que física, mesmo que os ventos estejam contrários àquilo que você quer,  o caminho que está seguindo é o atalho para suas vitórias, para o seu despertar.

As pessoas altamente resilientes acreditam em si mesmas, e com seus machucados retalharam o  coração com grandes experiências, e usam disso como seu maior escudo de que na vida a escuridão nunca se sobressai perante a luz, e ela chega a todo amanhecer.

Fechamos os olhos perante a noite para enxergar a luz do nosso coração. Nunca faça escolhas ao que corte suas asas para voar.

Como disse Rubem Alves “Sem tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em lugares onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.”

Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.”

Agarre seus valores, cuide do que é valioso para você, mantenha coragem , transborde, aceite, entregue e confie , mantenha a fé como amor e viva intensamente, nada além.

Queira a felicidade que salta aos olhos!

__________

Direitos autorais da imagem de capa: gladkov / 123RF Imagens



Deixe seu comentário