Notícias

Resistência do povo ucraniano tem caráter heroico’, diz especialista

Resistencia do povo ucraniano tem carater heroico diz especialista

Ucranianos comuns têm se alistado no Exército para defender seu país desde a invasão russa na última quinta-feira (24). Com pouca ou nenhuma experiência, homens e mulheres se apresentam para receber equipamentos militares.

Diante da grande ofensiva russa em cidades que agora parecem estar vazias, os voluntários usam braçadeiras amarelas ou apenas uma fita adesiva para se reconhecerem. Basta ter entre 18 e 60 anos e o passaporte ucraniano para servir o Exército.

Para o professor Felipe Loureiro, especialista do Departamento de Relações Internacionais da USP (Universidade de São Paulo), a resistência do povo ucraniano tem um caráter heroico. “O fato de vários civis se alistarem e soldados estarem segurando a invasão da Rússia resulta em uma resistência heroica”.

Ele ainda afirma que, apesar de o país ter recebido muita cooperação militar dos Estados Unidos e do Ocidente em geral desde a tomada da Crimeia pelos russos em 2014, as capacidades militares da Ucrânia ainda são muito inferiores em relação às da Rússia em vários aspectos.

“Os russos destruíram os principais equipamentos aéreos ucranianos no primeiro dia de invasão. Eles neutralizaram sistemas de comando e controle e a capacidade da Força Aérea ucraniana de agir. A Rússia tem o controle do ar, portanto esse desequilíbrio é ainda mais significativo”, ressalta o professor.

Os ucranianos têm plena ciência da superioridade militar russa, mas isso não os impede de tentar defender seu território. Com treinamentos rudimentares e improvisados, posicionam-se nas linhas de frente contra seu inimigo.

O presidente ucraniano Volodmir Zelenski também afirmou que está defendendo seu país diante dos ataques da Rússia, em um vídeo divulgado na última sexta-feira (25).

“Estamos todos aqui, nossos militares estão aqui, os cidadãos, a sociedade, estamos todos aqui, defendendo nossa independência, nosso Estado”, disse.

O professor Felipe Loureiro adverte que o embate pode deixar um grande rastro de destruição. “Em meio à resistência ucraniana pesa o fato de que as consequências humanitárias tendem a ser muito grandes. Temo por uma catástrofe humanitária.”

Imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Depositphotos

0 %