Espiritualidade

A responsabilidade intransferível

287328 Papel de Parede Mundo em Suas

287328_Papel-de-Parede-Mundo-em-Suas-Maos_1680x1050



A RESPONSABILIDADE INTRANSFERÍVEL

VOCÊ COLOCA A CRIAÇÃO EM MOVIMENTO POR MEIO DE SEUS PENSAMENTOS, ENTENDA OU NÃO DO QUE SE TRATA.

Queremos que você entenda A Lei da Criação, que você possa aplicá-la deliberadamente em sua atual experiência de vida física – mesmo que seja”acidentalmente” ou por omissão, por causa de sua falta de conhecimento, o que leva você a tornar realidade justamente o oposto do que quer.


Então, afinal, o que é “criar por omissão”?

É fazer fluir a criação de algo que você de fato não quer, simplesmente ao dar atenção a isso ou voltar seus pensamentos para essa direção equivocada. Muito do que você vivencia cai direto nessa categoria, não é mesmo?

A reação usual de quem ouve pela primeira vez que é criador de sua experiência de vida – e tudo o que experimenta, sem exceção, é por sua própria atitude – é: “Como pode ser isso? Eu não criaria essa coisa que eu não desejo.” Estamos de acordo com o fato de que você não criaria de modo deliberado o que não deseja, mas acredite, você realmente cria o que não quer.

Em toda a extensão desta aparente contradição.


NA VERDADE, NÃO HÁ OUTRA PESSOA QUE POSSA CRIAR A SUA EXPERIÊNCIA DE VIDA. SOMENTE VOCÊ, MAIS NINGUÉM.

Não é possível criar experiência de vida para outra pessoa. Você não pode criarexperiências para outros, nem vice-versa. Assim, tudo o que você vivencia é por meio de suas próprias mãos – ou, dito de maneira mais apropriada, com seu próprio pensamento criativo.

Como você está participando desta experiência de vida física, vista com sua própria percepção física, pode ser realmente difícil entender que sua criação não ocorre fora do mundo físico. Você acredita que tudo o que acontece vem a você enquanto você perambula no mundo físico, mas sua criação ocorre, sem exceção, por meio do Trabalho Criativo. E você é a única pessoa que existe nessa esfera, a menos que permita isso a outra pessoa (por deliberação ou convite, ambos de sua iniciativa, não dela), a partir deseus pensamentos.

Certamente, agora mesmo, você pode ter chegado à conclusão de que está criando por meio de seu pensamento, e é de extrema importância que possa controlá-lo, porque assim poder, colocar em movimento a criação daquilo que quiser e escolher. Nas próximas páginas há alguns exercícios que o auxiliarão ajudar você nesse sentido.


Abraham Hicks – A Chave do Segredo

O papel do pensamento na criação

Artigo Anterior

O sentimento na equação

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.